BLOG DO LÍNGUA
 
 
Página Inicial
Apresentação
Discografia
Trajetória
Disk-Língua
Família Trapo
Vídeos
Rádio Matraca
Agenda
Cont(r)atos
Cadastro


Blog
Fotoblog

Busca no Blog
 

Indique este blog
Dê uma nota

Links
Língua de Trapo
Fotoblog do Língua
Castelorama
Privadas do Mundo
Mini Blog do Big Mug
Nunca se Sábado
Rádio Matraca
Dadá Coelho
Blog do Pituco
Música & Letras
Blog genérico
Miss Grace Black
Blog do Castilho
Folha de Cima
Guca
Peças Raras
Stockadas
Cifras de músicas do Língua de Trapo
Língua de Trapo no Palco MP3
Radioriatoa - pituco
PENSAMENTOS DIVERGENTES - Ruy Fernando Barboza
A Hora do CLICK
Ana de Amsterdam

Arquivos
16/07/2011 a 31/07/2011
01/05/2011 a 15/05/2011
01/03/2011 a 15/03/2011
01/02/2011 a 15/02/2011
16/01/2011 a 31/01/2011
16/12/2010 a 31/12/2010
01/12/2010 a 15/12/2010
16/11/2010 a 30/11/2010
01/11/2010 a 15/11/2010
16/10/2010 a 31/10/2010
01/10/2010 a 15/10/2010
16/09/2010 a 30/09/2010
01/09/2010 a 15/09/2010
16/08/2010 a 31/08/2010
01/08/2010 a 15/08/2010
16/07/2010 a 31/07/2010
16/06/2010 a 30/06/2010
01/06/2010 a 15/06/2010
16/05/2010 a 31/05/2010
01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
16/01/2010 a 31/01/2010
01/01/2010 a 15/01/2010
16/12/2009 a 31/12/2009
01/12/2009 a 15/12/2009
16/11/2009 a 30/11/2009
01/11/2009 a 15/11/2009
16/10/2009 a 31/10/2009
01/10/2009 a 15/10/2009
16/09/2009 a 30/09/2009
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2009 a 31/08/2009
01/08/2009 a 15/08/2009
16/07/2009 a 31/07/2009
01/07/2009 a 15/07/2009
16/06/2009 a 30/06/2009
01/06/2009 a 15/06/2009
16/05/2009 a 31/05/2009
01/05/2009 a 15/05/2009
16/04/2009 a 30/04/2009
01/04/2009 a 15/04/2009
16/03/2009 a 31/03/2009
01/03/2009 a 15/03/2009
16/02/2009 a 28/02/2009
01/02/2009 a 15/02/2009
16/01/2009 a 31/01/2009
01/01/2009 a 15/01/2009
16/12/2008 a 31/12/2008
01/12/2008 a 15/12/2008
16/11/2008 a 30/11/2008
01/11/2008 a 15/11/2008
16/10/2008 a 31/10/2008
01/10/2008 a 15/10/2008
16/09/2008 a 30/09/2008
01/09/2008 a 15/09/2008
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
16/04/2008 a 30/04/2008
01/04/2008 a 15/04/2008
16/03/2008 a 31/03/2008
01/03/2008 a 15/03/2008
16/02/2008 a 29/02/2008
01/02/2008 a 15/02/2008
16/01/2008 a 31/01/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/10/2007 a 31/10/2007
01/10/2007 a 15/10/2007
16/09/2007 a 30/09/2007
01/09/2007 a 15/09/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
01/07/2007 a 15/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006


XML/RSS Feed
O que é isto?

leia este blog
no seu celular




UOL Blog





layout do blog
produzido por REC
 

O Lira ainda dá muito pano pro manga!

Obs: Todas as atividades acima descritas acontecem na Biblioteca Alceu Amoroso Lima (Av. Henrique Schaumann, 777 - Pinheiros), com Entrada Franca.



Escrito por Laert Sarrumor às 16h45
[] [envie esta mensagem
]



All mantras around the world...

mantra é a repetição exaustiva de uma frase e/ou palavra, até que se perca o sentido inicial dela.

há mantras que já conhecemos desde criança e muitas vezes nem sabíamos classificá-lo como tal...por exemplo, mantras dentro do ambiente familiar...

de pai pra filho..."cria juízo,menino".

de pai pra esposa..."essa menina puxou a tua mãe".

de filho pra pai..."oh véio, empresta o carro".

de esposa pra marido..."esse menino puxou a tua família".

quantas e quantas vezes esses mantras domésticos são repetidos ao longo dos dias, semanas, até mesmo anos...que se vulgarizam em quase toda sociedade, não é verdade?

a partir de hoje, publicarei os mais famosos mantras, pra que nossos comentaristas possam utilizá-los em suas meditações diárias, ou não.

mantra dos alcoólatras assumidos...

"a bebida me persegue".

namaste



Escrito por Pituco às 05h00
[] [envie esta mensagem
]



Pensamento do dia

Lula, presidente. Paulo Coelho, intelectual mais influente do Brasil. Agora só falta a Luciana Gimenez de ministra da Cultura.

Escrito por C. Castelo às 19h54
[] [envie esta mensagem
]



New Rave

Mês passado, a cidade pipocou com eventos da cena eletrônica.

O TMF – Taste the Mushroom Festival - foi apenas um deles. Iniciativa de uma conhecida operadora de celulares, virou uma colheita de novos talentos na área da música contemporânea.

O gigantesco palco em forma de drágea de ectasy montado numa fazenda a 30 quilômetros de São Paulo trouxe milhares de pessoas, 27 dj’s e 15 novos grupos.

A abertura do TMF ficou a cargo de “Pedro & Paulino & Rodriguez”. Brasileiros radicados em Londres, eles se definem como “acusticamente eletrônicos”.

Pedro começou no ambiente musical se formando técnico em Eletrônica pelo Instituto Universal Brasileiro. Paulino trabalhava como eletricista da montanha russa do Beto Carrero World.

Já Rodriguez faleceu recentemente ao encostar o nariz num fio desencapado durante um ensaio.

Juntos eles levantaram o povo executando, de longe, o repertório mais ousado da noite. Uma das mais radicais foi um drum’n’bass - sem bateria e baixo - intitulado “Sound of Silence”. Nada menos que 13 minutos sem nenhum som saindo das caixas.

Outro grande hit do Festival foi a banda jungle-punk-erudita “Fucking Stravinsky”, que, misturando happyhardcore, rumba, Albinoni a excertos de Inezita Barroso levou ao delírio o público que lotava as dependências do TMF.

- Foi único ouvir a banda usando nove sintetizadores, dois computadores e-Mac sincronizados e 60 caixas de som para dar peso ao versos de “Eu me agarro à viola – proclamou o crítico da revista DJ MAG.

O “bis-homenagem” a Gaúcho da Fronteira e Teixeirinha, com dezenas de gaudérios, de bombacha, dançando “Coração de Luto” em ritmo de breakbeat, também foi digno de nota.

A cena só perdeu para o grupo de música minimalista “The Dwarfs Bros” composto por 15 anões chechenos.

Jogando malabares, cuspindo fogo e tocando um hard trance de gente grande, os Dwarfs arrasaram.

O grand-finale com a canja de Nelson Ned foi o great mix do evento.

Encerrando o TMF, a Banda da Polícia Militar do Estado de Tocantins tocou clássicos de gafieira. Destaque para o longo solo de tuba do sargento Darcy.

Enquanto isso, dezenas de punguistas faziam arrastão nos celulares do público.

Very, very stylish!


Escrito por C. Castelo às 19h16
[] [envie esta mensagem
]



“Cachorrão” no NSS!

Jair Rodrigues é o convidado de hoje no Nunca se Sábado.

 

 

Só faltava ele da família. Jair Oliveira participou em 2005 e Luciana Mello, no ano passado.

 

Jairzão subirá ao palco para, além de cantar alguns de seus sucessos, interpretar esquetes engraçadíssimas ao lado da Cia. do Pátio.

Participam também os grupos de humor PMG, Território Brasil e Cia. da Joaquina.

 

Pra esquentar, uma que, com certeza, ele cantará:

 

Deixa Isso pra Lá, de Edson Menezes e Alberto Paz, 1964, considerado o primeiro Rap brasileiro.

 

 Jair Rodrigues - Deixa isso pra la

 

Projeto Nunca se Sábado – Quarta Temporada

Concepção: Isser Korik e Laert Sarrumor

Direção Geral: Isser Korik

Equipe de Criação: Fábio Torres, Laert Sarrumor, Luis Henrique Romagnoli, Mário Viana
Produção Executiva: Humberto Rodrigues
Local: Teatro Folha – Shopping Pátio Higienópolis, São Paulo
Horário: Sábado, à meia-noite
Ingressos: R$ 15 (meia-entrada) e R$ 30



Escrito por Laert Sarrumor às 13h27
[] [envie esta mensagem
]



Que figurinha!

Lembram do meu sobrinho e afilhado Arthur, de oito meses, que foi registrado no cartório da Boquetti Merola? (post de 02/07/08)

 

Olha o sujeitinho aí!

 

 

Nhô Arthur

 

 

Com o astro internacional Moisés “Grace Black” Inácio

 

 

Com o padrinho porcão consumista

 

 

De olho na loirinha

 

Veja mais fotos aqui


Escrito por Laert Sarrumor às 00h49
[] [envie esta mensagem
]



Ôôôôh...sina!

O som do Trio

Sina (Djavan) 

*filmagem (jul.12/'08 - tokyo roppongi midtown) e edição por Douglas Doug-enérico (que, hitchcocknianamente, assina esse vídeo...rs).

abraçsonoros

namaste



Escrito por Pituco às 10h35
[] [envie esta mensagem
]



Em tempos de Bafômetro...

...essa letra parece feita de encomenda!

 

A Multa, do bonito, lindo e joiado, Falcão.

 

Primeiro, ouça aqui com o Língua de Trapo,

em gravação feita ao vivo no Itaú Cultural, Sumpaulo, em 13/06/2003.

 

E ouça aqui com o autor, do CD Do Penico à Bomba Atômica.

 

Só porque eu guiava embriagado
Sem Cinto e Sem carteira
Sem freio, Sem farol, Sem sinaleira
Uma bitz me parou
Quis engrossar
E antes que eu pudesse argumentar
Um sargento falou para um soldado


Multa ,esse Feladapulta ,Multa
Esse Feladapulta ,Multa que é para moralizar
Multa ,esse Feladapulta,Multa
Esse Feladapulta,Multa que é para moralizar


Mas seu guarda eu tô desiludido
Minha mulher fugiu com um amigo
Me deixando com o crânio enfeitado
Ele entao disse esse é mais um motivo
Pois aqui no código tem um artigo
Que diz que corno paga dobrado

Multa...

Ele disse meu amigo vamos conversar
O senhor não pagou nem o ipva e esta com o seguro atrasado
E sabendo a coisa como é que é, se não deixar pra nois o do café
Comigo o senhor tá é láscado

Multa...



Escrito por Laert Sarrumor às 19h22
[] [envie esta mensagem
]



Cambalacho

Jerônimo!!!!!!!

Alguém aí lembra de Cambalacho novela global de 1986?

Não que eu seja noveleiro, o assunto do post é a música, composição de meu parceiro Carlos Castelo e Eduardo Gudin, tema do trambiqueiro Jejê (Jerônimo Machado), interpretado na trama por ninguém menos que Gianfrancesco Guarnieri.

 Germano Matias - Jerônimo

De Gudin e Castelo.

Interpretado por Germano Matias.

Acreditam que na internet só tem esta letra num site estrangeiro, daniellathompson.com?

"The most unusual track is a fresh interpretation of the tongue-in-cheek samba 'Jerônimo', composed for the 1986 telenovela Cambalacho. This story of a fraudulent malandro was a hit recording for Germano Mathias. Now it receives a sweet and subtle reading that heightens its irony."

Jerônimo é um herói anônimo
Cheio de homônimos
Mas não perde o pique
A vida é sempre uma rebordosa
Mas ele é o rei da prosa
Ele é o pai do trambique
Na hora H
Do cheque mate inventa um biscate
Escapa por um triz
Jerônimo
No sertão do asfalto
Sempre sai incauto
Por isso é feliz
Quem quer vencer
Na Paulicéia
Aposte numa idéia Com engenho e arte
Malandro de segunda linha
Ladrão de galinha
Sempre fica à parte
Pois só descola o de comer
Quem é do metier
E nunca dá chabú
Jerônimo
Não esquenta a cuca
Pois em arapuca
Ele
é hors concours
L’argent toujours

Publicado originalmente no Blog Música & Letras (link aí ao lado).



Escrito por C. Castelo às 00h47
[] [envie esta mensagem
]



O depoimento

Sim, doutor eu tava com a Robby. Fizemos o desfile direitinho como a dona Silvana mandou. Foi passando as moças. Prazer, Alexandra. Olá, sou a Dri. Vi que ele escreveu meu nome na folhinha: Rê. Só fiquei meio puta porque foi bem na hora que eu ia fumar, mas tem a filha lá em casa esperando fralda, leite. Suíte 9. Abajur. Conhece a casa? Primeira vez? Hã, Hã. Vou tomar um banhozinho antes, tive um dia. Tem chinelo, toalha e sabonete em cima da pia. Estranhei quando ele deitou, a pele seca, branca, branca, branca. Era tiozinho, careca, executivo, sabe? Oh what a night for dancing. Passei os cremes. Ele gemia tanto, parecia que tava apanhando. Tá tudo bem? Hã, hã. We're gonna laugh and dance half the night away. Só falava hã, hã. Vou caprichar nessa coluna, tá tudo duro. Trabalho estressante pra dedéu, hein? Olha esse nó! Girl I'm gonna take you home. Alto o som? Em absoluto. Não tá calor? Vou mexer no ar. Hã, hã. Meninas, deixem pra fazer a massagem tailandesa com 10 minutos de sessão. O freguês relaxou vocês aplicam o creme. Stick plenty love to you. Homem velho, micado, melhor esquentar de vez a parada. É barraca armada, fuque-fuque, cuspiu e fim de papo. A menina em casa com os primos menores. E se mete a testa na parede quem leva no PS? E se atravessa a pista sem olhar pros lados? E se pula da laje? Comecei a deslizar em cima das costas branqüelas. Sussurrar bobagem na orelha, doutor. Safado, sem vergonha, casado, né? Hã, hã. Então meninas, só depois desse aquecimento é que vocês partem pra parte apimentada. Tudo a seu tempo. Then around about two, tell you what I'm gonna do. Você parece com um ator de cinema. Só uma barriguinha de chope, nada. Aposto que tá doido pra fazer uma loucura comigo. Hã, hã. E se abre o armarinho de remédios e toma uma caixa de antinflamatório? E se liga o gás do fogão. E se pega fogo na casa? Você quer me pegar, seu lobão. Quer ou não quer? Hã, Hã. You're my million dollar baby. My pretty sexy lady oh. Conhece o sistema da casa? Manual incluída, oral cinqüenta, completinha cem. Hã, hã. Na hora do sexo, meninas, vocês combinem antes o valor com o cliente. Quis cabelo, barba e bigode. Fui com vontade. Pra acabar depressa, doutor. Alô, Rê, a tua menina baixou UTI. Tombo feio. Tá com uma boceta na testa. Fala, que quer me engolir. Fala! Fala logo! We're gonna scream and shout while the music plays. Parou de dizer hã, hã? Por que, não tá gostando não? A pele fria, fria, fria. É perceber as vontades do cliente e satisfazer dentro de certos limites. A casa não se responsabiliza por eventuais excessos.Vou mexer no ar. Alô, vou mexer no ar! Comecei a perguntar e sacudir ele, sabe? Fala comigo, seu desgraçado! Ele só ficava parado, olhão vidrado. Outra coisa importante: não aceitem cheque. Oh what a night for romancing.



Escrito por C. Castelo às 21h56
[] [envie esta mensagem
]



De Kynna

 

Ela já foi a queridinha da Jovem Guarda, fazendo dupla com o Leno.

 

Vendeu mais de três milhões de discos com a música Sou Rebelde, na década de 80!

 

Hoje em dia, é a musa do rock alternativo.

 

 

LILIAN KNAPP é a convidada da RÁDIO MATRACA, neste sábado, em companhia dos integrantes de sua nova banda de rock, KYNNA: o guitarrista LUIZ CARLINI, lenda viva do rock brasileiro, e o baterista e maridão CADU NOLLA.

 

Nos anos sessenta, ela arrancava suspiros de jovens enamorados, ao apresentar-se, de franjinha loira, minissaia e bota, cantando baladas românticas, como Pobre Menina, Eu não sabia que você existia, A Pobreza e Devolva-me, regravada recentemente por Adriana Calcanhoto, sucessos da dupla LENO e LILIAN.

 

Longe disso tudo, o trabalho da banda KYNNA se notabiliza por gravações personalíssimas de artistas da nova cena independente do rock tupiniquim, como Júpiter Maçã, Wander Wildner, Bidê ou Balde e a banda Tetine, radicada em Londres.

 

O final do programa é apoteótico: Lilian, Carlini, Cadu e este Sarrumor cantam, à capela, O Pica-Pau, composição da sempre jovem e loira convidada.



Escrito por Laert Sarrumor às 15h02
[] [envie esta mensagem
]



[ Ver arquivos anteriores ]