BLOG DO LÍNGUA
 
 
Página Inicial
Apresentação
Discografia
Trajetória
Disk-Língua
Família Trapo
Vídeos
Rádio Matraca
Agenda
Cont(r)atos
Cadastro


Blog
Fotoblog

Busca no Blog
 

Indique este blog
Dê uma nota

Links
Língua de Trapo
Fotoblog do Língua
Castelorama
Privadas do Mundo
Mini Blog do Big Mug
Nunca se Sábado
Rádio Matraca
Dadá Coelho
Blog do Pituco
Música & Letras
Blog genérico
Miss Grace Black
Blog do Castilho
Folha de Cima
Guca
Peças Raras
Stockadas
Cifras de músicas do Língua de Trapo
Língua de Trapo no Palco MP3
Radioriatoa - pituco
PENSAMENTOS DIVERGENTES - Ruy Fernando Barboza
A Hora do CLICK
Ana de Amsterdam

Arquivos
16/07/2011 a 31/07/2011
01/05/2011 a 15/05/2011
01/03/2011 a 15/03/2011
01/02/2011 a 15/02/2011
16/01/2011 a 31/01/2011
16/12/2010 a 31/12/2010
01/12/2010 a 15/12/2010
16/11/2010 a 30/11/2010
01/11/2010 a 15/11/2010
16/10/2010 a 31/10/2010
01/10/2010 a 15/10/2010
16/09/2010 a 30/09/2010
01/09/2010 a 15/09/2010
16/08/2010 a 31/08/2010
01/08/2010 a 15/08/2010
16/07/2010 a 31/07/2010
16/06/2010 a 30/06/2010
01/06/2010 a 15/06/2010
16/05/2010 a 31/05/2010
01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
16/01/2010 a 31/01/2010
01/01/2010 a 15/01/2010
16/12/2009 a 31/12/2009
01/12/2009 a 15/12/2009
16/11/2009 a 30/11/2009
01/11/2009 a 15/11/2009
16/10/2009 a 31/10/2009
01/10/2009 a 15/10/2009
16/09/2009 a 30/09/2009
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2009 a 31/08/2009
01/08/2009 a 15/08/2009
16/07/2009 a 31/07/2009
01/07/2009 a 15/07/2009
16/06/2009 a 30/06/2009
01/06/2009 a 15/06/2009
16/05/2009 a 31/05/2009
01/05/2009 a 15/05/2009
16/04/2009 a 30/04/2009
01/04/2009 a 15/04/2009
16/03/2009 a 31/03/2009
01/03/2009 a 15/03/2009
16/02/2009 a 28/02/2009
01/02/2009 a 15/02/2009
16/01/2009 a 31/01/2009
01/01/2009 a 15/01/2009
16/12/2008 a 31/12/2008
01/12/2008 a 15/12/2008
16/11/2008 a 30/11/2008
01/11/2008 a 15/11/2008
16/10/2008 a 31/10/2008
01/10/2008 a 15/10/2008
16/09/2008 a 30/09/2008
01/09/2008 a 15/09/2008
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
16/04/2008 a 30/04/2008
01/04/2008 a 15/04/2008
16/03/2008 a 31/03/2008
01/03/2008 a 15/03/2008
16/02/2008 a 29/02/2008
01/02/2008 a 15/02/2008
16/01/2008 a 31/01/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/10/2007 a 31/10/2007
01/10/2007 a 15/10/2007
16/09/2007 a 30/09/2007
01/09/2007 a 15/09/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
01/07/2007 a 15/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006


XML/RSS Feed
O que é isto?

leia este blog
no seu celular




UOL Blog





layout do blog
produzido por REC
 

Não basta ser milenar...

...é preciso resistir!

namaste



Escrito por Pituco às 03h59
[] [envie esta mensagem
]



Mamma mia, chesta Nuova Retorica '85

'Conchetta' (C.Melo/C.Rhoda)

cujo título,inicialmente vetado pela censura federal,foi...

'Sapore di Veneno'

*o camarada que assumiu o microphone também coordenou, junto com o Emil (irmão do baterista, Nahame Cassebi), a Torcida Desorganizada do LdT, no Festival da Globo, '85.

*que encoxada, no final...ma che bruta sbòrnia!

amplexosonoros e amplificados

namaste



Escrito por Pituco às 11h35
[] [envie esta mensagem
]



É o dia dos filhos da mâe...

'Break-tupiniquim' (César Brunetti)

Oh,Anna,

I wanna be star

vou comprar uma guitarra na Snard

onde é mais fácil comprar à prestação,

oh, Mãe,

me dê uma mão!

 

quando eu te vejo pedalando essa Singer,

costurando os meus jeans,

me dá vontade de ser Jesse James ou James Jean,

assim, meio Steve McQueen.

 

eu te botava na garupa da Harley

te enturmava no Harlem

te levava pros bailes break-tupiniquins

oh,Mãe,

a onda agora é assim.

 

a gente vive entortando uma língua,

importando uma ginga, suportando a míngua,

na marvada da pinga,

oh, Mãe,

é o break-tupiniquim.

 

Oh,Anna,

I wanna be your man,

let's hold your hand

te compro uma bendix

te tiro desses tanques,

oh, Mãe

I wanna say...thanks,Mãe!

que eu vou viver de cantar...

*cantei esse 'blues' piramidal, em '89, durante a temporada do Bar Raísa (Sampa),do saudoso amigo,Dirceu Rodrigues.

*não gravei,aqui,como faço costumeiramente,porque não tenho certeza do final da letra...rs!de qualquer maneira, segue minha homenagem às progenitoras da humanidade.

abraçsonoros

namaste



Escrito por Pituco às 02h44
[] [envie esta mensagem
]



Ulalá...nouveau rhétorique '85

'Um brasileiro em Paris' (Carlos Melo)

*bon appetit

abraçsonoros

namaste



Escrito por Pituco às 10h29
[] [envie esta mensagem
]



Ainda sobre Jaguar e Ziraldo

Quando me perguntam porque quis um dia, ser jornalista, eu respondo sempre que um dos responsáveis por essa vontade foi o hebdomadário Pasquim que, além de mim, influenciou uma geração inteira. Recentemente postei no BDL o tópico "Bondade com dinheiro Público"  criticando os cartunistas Jaguar e Ziraldo pelo fato de terem recebido dinheiro e R$ 1 milhão  cada e  aposentadoria como indenização por conta da Ditadura militar. Alguns amigos criticaram essa minha posição. Pensei em escrever uma resposta em relação ao que acho sobre essa questão, sobretudo as que receberam meus ídolos Jaguar e Ziraldo. No entanto, recebi hoje, via e-mail um texto do Ilton Dellandrea que assina o blog "Jus Sperniandi"  e que responde tudo o que queria escrever. Por isso, e pedindo licença ao autor, transcrevo-o aqui:

PREZADOS ZIRALDO E JAGUAR

 

Eu fui fã nº 1 de O Pasquim. Em seguida saberão por quê. Por isto me sinto traído pela atitude de vocês (aqui). Vocês, recebendo essa indenização milionária, fizeram exatamente aquilo que criticavam na época: o enriquecimento fácil e sem causa emergente da e na estrutura ditatorial.

Na verdade, vocês se projetaram com a Ditadura. Vocês se sustiveram da Ditadura. Vocês se divertiram com a Ditadura. Está bem, vocês sofreram com a Ditadura, mas, exceto aquela semanada na cadeia – que parece não foi tão sofrida assim –, nada que uma entrevista regada a uísque e gargalhadas na semana seguinte não pudesse reparar. A cada investida da Ditadura vocês se fortaleciam e a tiragem seguinte do jornal aumentava consideravelmente.

Receber um milhão de reais e picos por causa daquela semana, convenhamos, é um exagero, principalmente quando se considera que o salário mínimo no Brasil é de R$ 420,00. Por mês...

Vocês não podem argumentar que a Ditadura acabou com o jornal. Seria a mais pura mentira, se é que a mentira pode ser pura. O O Pasquim acabou porque vocês se perderam. O O Pasquim acabou nos estertores da Ditadura porque vocês ficaram sem o motor principal de seu sucesso, a própria Ditadura. Vocês se encantaram com a nova ordem e com a possibilidade de a Esquerda dominar este país que não souberam mais fazer humor. Tanto que mais tarde voltaram de Bundas – há não muitos anos – e de bunda caíram porque foram pernósticos e pedantes. Vocês só sabiam fazer uma coisa: criticar a Ditadura e não seriam o que são sem ela.

Eu vi o nº 1 de O Pasquim num tempo em que não tinha dinheiro para adquiri-lo. Mais tarde, estudante em Florianópolis, passei a comprá-lo toda semana na rua Felipe Schmidt, próximo à rua 7 de Setembro, numa banca em que um rapaz chamado, se não me engano Vilmar, reservava um exemplar para mim. Eu pagava no fim do mês.

Formado em Direito, em 1976 fui para Taió. Lá assinei o jornal que não chegava na papelaria do meu amigo Horst. Em 1981 vim para o Rio Grande do Sul e morando, inicialmente, em Iraí, continuei assinante. Em fins de 1982 fui promovido para Espumoso e sempre assinante. Eu tenho o nº 500 de O Pasquim, aquele que foi apreendido nas bancas e que os assinantes receberam...

Nessa época, não sei se lembram, o jornal reduziu drasticamente seu número de folhas. Era a crise. Era um arremedo do que fora, mas ainda assim conservava alguma verve. A Ditadura estava saindo pelas portas dos fundos e vocês pelas portas da frente, famosos e aplaudidos.

Vocês lançaram uma campanha de assinaturas. Eu fui a campo e consegui cinco ou seis. Em Espumoso! Imaginei que se cada assinante conseguisse cinco assinaturas, ajudaria muito.

Eu era Juiz de Direito. Convenhamos: não fica bem a um Juiz sair vendendo assinatura de jornal. Mas fiz isto com o único interesse de ajudar o O Pasquim a se manter. Na verdade, as assinaturas foram vendidas a amigos advogados aos quais explanei a origem, natureza e linha editorial do jornal. Uns cinco ou seis adquiriram assinaturas anuais.

No máximo dois meses depois todos paramos de receber o jornal, que saiu de circulação. O O Pasquim deu o calote... Eu fiquei com cara de tacho e, como se diz por aqui, mais vexado que guri cagado. Sofri constrangimento por causa de vocês. Devo pedir indenização por isto? Não. Esqueçam!

Mas agora que vocês estão milionários, procurem nos seus registros e devolvam o dinheiro dos assinantes de Espumoso que pagaram e não receberam a assinatura integral. Naquele tempo vocês não tinham como fazê-lo. Agora têm. Paguem proporcionalmente, mas com juros e correção monetária, como manda a lei.

Caso contrário, além de traidores, serei obrigado a considerá-los também caloteiros.

 

Ilton Dellandrea 



Escrito por Lizoel às 13h58
[] [envie esta mensagem
]



Pro Castelo...e quem mais curtir!

Yoshida kyoodai

(os irmãos Yoshida)

 

abraçsom

namaste



Escrito por Pituco às 13h12
[] [envie esta mensagem
]



Guitarrada é o must

Tem uma coisa que ainda não disse aqui.
Eu trocaria todas as palavras que já produzi (grande merdas, estou a milhas de ser um Dostoiévski mesmo) pra ser um virtuose da guitarra.
A maioria das músicas que tenho no tocador de mp-3 é violãozeira.
Sou curtidor dos jazzy Charlie Christian, Django Reinhardt, Joe Pass. Adoto facilmente um flamenco, um Canhoto da Paraíba, um Compay Segundo. Oiço até hoje Hendrix com a mui merecida reverência. E já fui a um show do David Bowie no Pacaembu só pra ver um obscuro guitarrista do King Crimson fazer meia-dúzia de solos.
Minha paixão pelo lance é tão grande que agora ando ouvindo até a guitarrada propriamente dita (a de Belém do Pará, com Aldo Sena). E, olha, aquilo tem me falado ao pau.
Muita gente diz que enlouqueci, que o lance é brega e coisa e loisa. Contudo, vejo os camaradas que fazem esse som - mezzo paraense, mezzo cúmbia - como os nossos mais autênticos “guitar players”. Junto com a Helena Meirelles, claro.
Fiquem aí com essa dobradinha Zappa/Vai.



http://www.youtube.com/v/OW53fiwyskA&hl=en">




Escrito por C. Castelo às 11h20
[] [envie esta mensagem
]



Brejeiro total...

 pituco - tico tico no fubá

abraçsom

namaste



Escrito por Pituco às 00h30
[] [envie esta mensagem
]



Festival dos festivais '85 - finalíssima!

'Os metaleiros também amam'(C.Melo/A.Mugnaini)

*Viva a Vaia!

namaste



Escrito por Pituco às 14h45
[] [envie esta mensagem
]



Que língua é essa?

вода марта

namaste



Escrito por Pituco às 13h43
[] [envie esta mensagem
]



E tome mais Nova Retórica - '85

'Como é bom ser punk' (Carlos Melo)

'Grito' (L.Sarrumor)

'Ou não' (L.Sarrumor)

'Interromper' (L.Sarrumor)

'duvido que essa música toque no Fm ou no Am...'

falha nossa!

*tenham um boa sessão túnel do tempo!

abraçsonoros

namaste



Escrito por Pituco às 04h11
[] [envie esta mensagem
]



Do Rio

Batuco este da cidade de Vinícius - o nosso Sid Vicious. Alojei-me aqui desde sexta p.p. Vim pra desenvolver um trabalho de Propaganda. Mas, entre um job e um brief, aproveito pra observar os cariocos. Ontem à noite dei uma de Noel e fui até a Lapa. A última vez que isso aconteceu foi quando o LdT promoveu um show no Circo Voador já lá se vão mais de duas décadas. Diz a lenda que Sarrumor ganhou selinho de Caê no camarim - só repasso o que me disseram. Como mudou a Lapa (ou mudei eu?)! O bairro virou um genérico brazuca da Palermo portenha. Um boteco "com idéia" por metro quadrado. Com as devidas brasilidades implícitas, claro. No Bar e Café "Céu Aberto" onde fui ouvir a cantora Iracema entoar samba-de-raiz, não se usa cinzeiro. Logo que finalizei meu Marlboro Light (hipocrisia), perguntei à garçonete onde jogar a futura bituca. "Põe aí no chão mêrrrrmo" - disse ela, candidamente. Agora-de-pouco, ao invés de fazer footing na praia, optei por desenvolver uma caminhada sociológica em derredor do Maraca. Em dia de Flamengo e Botafogo. Experiência plural e singular ao mesmo tempo. Torcida rubro-negra esmagadoramente superior. E congelado no ar, entre torcedores, flanelinhas e até mesmo PM´s um gigantesco sentimento de ansiedade que precede o prélio. Diante de tanta energia guerreira, fui obrigado a pegar um táxi (amarelinho) urgentemente e descer uns chopes no Lamas, que ninguém é de ferro, né, mêrrrrmão. Até a volta e créu!



Escrito por C. Castelo às 14h51
[] [envie esta mensagem
]



Quadrinha da Gordura Trans



Do fenômeno, o Ronaldo
Não terá mais repeteco
Pois passou de Ronalducho
Para a fase Ronaldeco


Escrito por C. Castelo às 17h08
[] [envie esta mensagem
]



[ Ver arquivos anteriores ]