BLOG DO LÍNGUA
 
 
Página Inicial
Apresentação
Discografia
Trajetória
Disk-Língua
Família Trapo
Vídeos
Rádio Matraca
Agenda
Cont(r)atos
Cadastro


Blog
Fotoblog

Busca no Blog
 

Indique este blog
Dê uma nota

Links
Língua de Trapo
Fotoblog do Língua
Castelorama
Privadas do Mundo
Mini Blog do Big Mug
Nunca se Sábado
Rádio Matraca
Dadá Coelho
Blog do Pituco
Música & Letras
Blog genérico
Miss Grace Black
Blog do Castilho
Folha de Cima
Guca
Peças Raras
Stockadas
Cifras de músicas do Língua de Trapo
Língua de Trapo no Palco MP3
Radioriatoa - pituco
PENSAMENTOS DIVERGENTES - Ruy Fernando Barboza
A Hora do CLICK
Ana de Amsterdam

Arquivos
16/07/2011 a 31/07/2011
01/05/2011 a 15/05/2011
01/03/2011 a 15/03/2011
01/02/2011 a 15/02/2011
16/01/2011 a 31/01/2011
16/12/2010 a 31/12/2010
01/12/2010 a 15/12/2010
16/11/2010 a 30/11/2010
01/11/2010 a 15/11/2010
16/10/2010 a 31/10/2010
01/10/2010 a 15/10/2010
16/09/2010 a 30/09/2010
01/09/2010 a 15/09/2010
16/08/2010 a 31/08/2010
01/08/2010 a 15/08/2010
16/07/2010 a 31/07/2010
16/06/2010 a 30/06/2010
01/06/2010 a 15/06/2010
16/05/2010 a 31/05/2010
01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
16/01/2010 a 31/01/2010
01/01/2010 a 15/01/2010
16/12/2009 a 31/12/2009
01/12/2009 a 15/12/2009
16/11/2009 a 30/11/2009
01/11/2009 a 15/11/2009
16/10/2009 a 31/10/2009
01/10/2009 a 15/10/2009
16/09/2009 a 30/09/2009
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2009 a 31/08/2009
01/08/2009 a 15/08/2009
16/07/2009 a 31/07/2009
01/07/2009 a 15/07/2009
16/06/2009 a 30/06/2009
01/06/2009 a 15/06/2009
16/05/2009 a 31/05/2009
01/05/2009 a 15/05/2009
16/04/2009 a 30/04/2009
01/04/2009 a 15/04/2009
16/03/2009 a 31/03/2009
01/03/2009 a 15/03/2009
16/02/2009 a 28/02/2009
01/02/2009 a 15/02/2009
16/01/2009 a 31/01/2009
01/01/2009 a 15/01/2009
16/12/2008 a 31/12/2008
01/12/2008 a 15/12/2008
16/11/2008 a 30/11/2008
01/11/2008 a 15/11/2008
16/10/2008 a 31/10/2008
01/10/2008 a 15/10/2008
16/09/2008 a 30/09/2008
01/09/2008 a 15/09/2008
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
16/04/2008 a 30/04/2008
01/04/2008 a 15/04/2008
16/03/2008 a 31/03/2008
01/03/2008 a 15/03/2008
16/02/2008 a 29/02/2008
01/02/2008 a 15/02/2008
16/01/2008 a 31/01/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/10/2007 a 31/10/2007
01/10/2007 a 15/10/2007
16/09/2007 a 30/09/2007
01/09/2007 a 15/09/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
01/07/2007 a 15/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006


XML/RSS Feed
O que é isto?

leia este blog
no seu celular




UOL Blog





layout do blog
produzido por REC
 

 
A TAM deveria batizar os seus aviões com o nome RENAN CALHEIROS.
 
Por mais que eles não prestem com certeza não cairiam nunca.

(a frase não é minha, mas gostaria que fosse)




Escrito por Laert Sarrumor às 09h29
[] [envie esta mensagem
]



Porque hoje é sábado...

ô da preguiça, vamô acordá aí!

curta a vida, porque a vida é curta!

*clique aqui pra ouvir enquanto cê tomá o café

sou eu, voz e violão, que vim pra te despertar.

enquanto escova os dentes e tira a remela dos olhos, vai pensando nisso...

existem determinadas frases que são 'frames'(molduras) das pessoas...aquelas que caracterizam o camarada.

por exemplo, quem não identifica as famosas?

'to be or not to be?'...ou então, 'a Terra é azul'.

há aquela que se torna o jargão de uma geração...'quem não se comunica,se estrumbica', lembram-se?

e outras tantas que entram pra estória, com um certo remorso trágico no peito...'eu não sabia de nada'.

a minha, com certeza será sempre...'facciamo l'amore lá no meu beliche'(Castelo e Rhoda).O resto é adjetivação.

abraçsonoros

namaste



Escrito por Pituco às 04h14
[] [envie esta mensagem
]



Nunca viu, cara de pavio

No reino da Dinamarca, Lula não viu nada de podre na omissão dos senadores do PT no episódio Renan.

Ele, realmente, não é um político de visão. É divisão. Fifiti-fifiti. Mensalão. Dolar na cueca.

E tem gente que ainda defende...

 



Escrito por Patérvio Gulabo às 20h32
[] [envie esta mensagem
]



Exegeses nipônicas

Japonês é assim, de difícil comunicação.

Mas, quando se aproxima, invariavelmente, desfia um rosário de perguntas.

De onde viemos? aonde moramos? quantos anos estamos aqui? qual a nossa idade? se somos casados, separados,solteiros e se temos filhos ou não?

Tudo numa fração de minutos, logo após o 'yoroshiku onegaishimassu' (muito prazer).

Alguns mais detalhistas, querem saber se aceitamos ou não os costumes locais? Outros ainda, qual o nosso grau de relacionamento com o nativo oriental, insistindo na tese de que japonês é um povo diferente do mundo, portanto de relações humanas exclusivas.

Em minha 'santa' ingenuidade, no princípio, costumava responder a todo questionário.

Contudo, com o 'calejar' do tempo, aprendi que essa inquisição faz parte de uma cartilha, cujo cerimonial garante os primeiros contactos.

Mais uma vez é o manual que ensina como se dever ser espontâneo nas apresentações.

O mesmo manual que vai estar presente no cotidiano do japonês, desde seu nascimento até sua morte.

Não é de se surpreender que há normas até pra se frequentar a praia, no verão.

A temporada começa dia primeiro de julho e vai até 31 de agosto.Mesmo que continue a fazer calor e o sol brilhe após esse período, todo litoral fica deserto.A desculpa são os ventos fortes e a chegada dos 'kuraguês' (águas-vivas).

Um colega australiano brinca com o fato, lembrando que se pudesse, o japonês passaria um zíper no céu e decretaria o fim do verão.

Hoje, dia 9 de setembro (quando redigia esse texto), os termômetros em Tokyo acusaram 3OºC.

Apesar disso, conforme o manual, todos estavam derretendo em blusas de outono, botas e bonés.

Um ou outro ainda arriscava uma sandália de dedo, bermuda e camiseta regata, infringindo as regras sazonais.

O que se deve comer em determinada época do ano.O que se deve vestir.O que se deve falar.Aonde se deve ir.O que se deve perguntar e o que se deve evitar, tudo está lá, no manual do japonês.

Projeta-se a sociedade perfeita e no final fica a dúvida: onde coloca-se o ser humano?

Aliás, essa é a minha eterna dúvida, nessa terra de Budha:

"quem nasceu primeiro? o ovo ou a galinha?

quem nasceu primeiro? o manual ou o japonês?".

namaste



Escrito por Pituco às 11h49
[] [envie esta mensagem
]



Tudo igual

A vaca se deu bem! A farra do boi continua!!!!



Escrito por Lizoel às 11h22
[] [envie esta mensagem
]



Weather Report

Jazz Joe Zawinul

*1932-2007(click no nome e assista)

*tive a sorte de assistir uma 'gig' (com essa mesma banda do vídeo), aqui em Tokyo, em 1997, Shibuya Club Quattro.Uma noite inesquecível, ainda porque do meu lado estava um camarada com o contrabaixo a tiracolo, também ouvinte atento do 'sonzaço' que estava rolando.

Em determinado momento, ele virou-se pra mim e disse, "cool,man", comentando o solo do contrabaixista africano(Camarões).

Foi quando pude reconhecê-lo.

Mr.Marcus Miller, que convidou-me pra ir ao 'back stage', apresentando-me toda essa galera.

'that's cool, man'!

abraçsonoros e saudosos

namaste



Escrito por Pituco às 04h46
[] [envie esta mensagem
]



Briga por causa de urina?

"Quando Marcos Carrington - um cientista ambiental, um gênio de Internet e romântico incurável - desenvolveu uma nova bebida energética, ele se preparou para enfrentar a Red Bull, Boost, SoBe e os demais pesos-pesados de tal segmento do mercado de bebidas. Logo após a bebida de Carrington, a Mijovi, ter chegado ao mercado no ano passado, advogados do músico Jon Bon Jovi acusaram Carrington de violação de marca registrada."
Existe uma terapia do ramo da Probióitca onde o ser vivente bebe a própria urina. Um amigo meu fazia. Um dia, na minha casa, foi ao banheiro e levou um copo descartável.
O João Bon Jovi não tem nada que proibir este idiota do Carrrigton de lançar mijo em escala industrial.
Vá dar a bunda virado pra parede, Joaõ Mijão!


Escrito por Patérvio Gulabo às 17h57
[] [envie esta mensagem
]



Praia do Futuro, 11 de setembro

Ainda era cedo na Praia do Futuro. Mas o sol de setembro estava estourando conchas. A caipirinha da barraca do seu Quirino aliviava a garganta.

Ronaldo deu uma golada comprida e passou o copo para Neysa. Ela era sua assistente. E, como Ronaldo era casado, aproveitaram a viagem de negócios para o encontro às escondidas, bem longe de São Paulo.

A moça loura deu um gole. Depois lançou um grito fininho, mostrando os pêlos do braço eriçados:

- Ui, cachaça, me arrepia todinha, ó!

Ronaldo meteu a mão nas coxas dela e puxou-a para um beijo. Exibicionista por natureza, Neysa fez uma torção exagerada de modo a ficar com a bunda mais empinada que o natural.

A cena logo começou a atrair vendedores de redes, camarão seco, coco verde, tapioca.
Não tardaram a chegar os cantadores.

Dois caboclões pararam diante deles e, sem claquete, passaram a improvisar. Que o doutor era de São Paulo, que o doutor era importante, que o casal era formoso, que naquela praia não havia mais ninguém como o doutor, que ia começar a Terceira Guerra Mundial…

Ronaldo achou o último verso fora de contexto. Como assim, no meio das outras estrofes de pé-quebrado do repentista, saía o verso: "vai começar a Terceira Guerra Mundial"?
Neysa só ria e espichava a bunda para o lado dos cantadores, nem sequer se ligando no curto-circuito poético.

Ronaldo pensou em perguntar ao Ceará o porquê daquilo, mas, já de saco cheio, preferiu estender uma nota de cinco reais e ver os cabras irem embora.
Voltaram para o hotel.

Neysa e Ronaldo, pele fustigada de sol e sal, foram logo entrando na ducha.

Neysa se agachou no box e mostrou como a comunicação não-verbal pode ser eficiente em determinados momentos.

Relaxado, Ronaldo saiu do banho assobiando Vivaldi.
Apanhou a toalha, amarrou-a na cintura e foi ligar a tevê na CNN.

Nesse momento, a primeira torre do World Trade Center ruiu.

Ronaldo berrou:

- Chocante!

Neysa, ainda no box, respondeu:

- O desodorante? Tá em cima do criado-mudo!

Ele olhava o cinza-ratinho do pó subindo e não acreditava nas imagens.

- Que desodorante! O mundo acabooou!

Ela não ouvia, a ducha era forte, dava até eco.

- Olha direito. Comprei dois vidrinhos na farmácia do aeroporto.

Pessoas pulavam da segunda torre. O apresentador da CNN descrevia a cena com voz trêmula. Ronaldo desacreditou. Deu um urro:

- Poooorra!!!

- Calma! Não dá pra eu pegar as coisas agora, tô no banho! - respondeu Neysa, já mostrando irritação.

Ronaldo estava chocado de tal modo que só conseguia praguejar.

- NÃÃÃOOOO, CARALHO!

Neysa perdeu a esportiva:

- Olha, Ronaldo, se tem uma coisa que odeio num cara é ele dar chilique à toa. Se você é o tipo, ME AVISA LOGO!

Depois, partiu para a ameaça propriamente dita:

- Não quero grito comigo, entendeu? Segura a sua onda que EU NÃO SOU A SUA MÃE!

E, no final, com uma voz magoada, aduziu:

- Pra falar a verdade, nem sei quem sou na sua vida. Não sou sua mulher, não sou sua namorada, noiva, não sou NADA!!!

A CNN mostrava o replay dos aviões se espatifando nas torres. A visão fez Ronaldo proferir em alto e bom som:

- VAI SE FODER!!!

Só agora compreendia os versos do poeta improvisador:
“Vai começar a Terceira Guerra Mundial”.

Era o Apocalipse se aproximando a galope.

Só não entendeu quando Neysa saiu do banho e, ainda pingando, pôs a roupa, fez as malas e voltou para São Paulo.


Escrito por C. Castelo às 15h26
[] [envie esta mensagem
]



Só pra lembrar

 

Reveja aqui (desça até a data 11/09/2006) o post deste Sarrumor, Nós Travamos, sobre a data de hoje.

 

PS: O número de mortos e mutilados desde a invasão do Iraque já é superior ao das vítimas do atentado de 2001.

 

Achar o homem nas cavernas ta difícil! Dar um tiro nos cornos do Dábliu Bôshi parece ser tão mais simples. Genocida por genocida...


Escrito por Laert Sarrumor às 12h31
[] [envie esta mensagem
]



Lovely Grace

 

 

 

Faz mais de ano que Moisés “Grace Black” Inácio da Silva bandeou-se lá pra terra de Adolf (só pra permanecer no mote genocida), onde, segundo ele(a) mesmo(a), tem comido muita carne branca.

 

Há rumores de que em fevereiro do ano que vem ele estará por aqui, devendo permanecer pelo menos por três meses.

 

Esperamos que não sejam só rumores, para alegria dos sarrumores.

 

O fato é que, lá ou cá, a nega sempre foi boa de samba...

 

Grace Black – Só Danço Samba (Assista aqui)

 

E de ópera...

 

Grace Black - Die Fledermaus (Assista aqui)


Escrito por Laert Sarrumor às 12h29
[] [envie esta mensagem
]



Um orgasmo ao cair da tarde...

TATUAGEM (Chico Buarque)

voz e violão: Pituco

*clique no título e .....

amplexosonoros

namaste



Escrito por Pituco às 12h33
[] [envie esta mensagem
]



A Hora da Bronha

 

Hoje, sabadão do feriadão, volta a ser exibido o humorístico SEM CONTROLE, para alegria de todos os onanistas do Brasil.

 

A propósito, mais uma brincadeira musical e “manual” deste Sarrumor, sempre acompanhado pelo maestro Zezão Miletto (a gravação é de 1995).

 

Ouça aqui 

 

SER ONAN SER

 

SEMPRE ANTENADO NUM LANCE

OU NUMA JANELA INDISCRETA

BUSCANDO INSPIRAÇÃO

EU SOU FILHO DE ONAN

NÃO DEIXO PARA AMANHÃ

A MINHA SATISFAÇÃO

SEMPRE COM FOTOS E FILMES EM PUNHO

EM PUNHO, EM PUNHO  (ETA!)    2 vezes

ETA! COMO É BOM! AMAR A SI MESMO

COMO AO PRÓXIMO

FICAR SOZINHO E SE FAZER MUITO CARINHO    2vezes

POSSO ESTAR COM UM AVIÃO, COM A GATA MAIS BONITA

POSSO ESTAR COM A SHARON STONE

OU COM A LINDA EVANGELHISTA

MAS EU NÃO ABRO MÃO, EU NÃO ABRO MÃO

EU NÃO ABRO MÃO DA MASTURBAÇÃO   2 vezes

NÃO REQUER PRÁTICA E NEM HABILIDADE

RECOMENDÁVEL A QUALQUER FAIXA DE IDADE

NÃO NASCE PELO E NEM DÁ TUBERCULOSE

NÃO PEGA AIDS NEM PROVOCA OVERDOSE

PRAZER SEGURO, NÃO TEM CONTRA-INDICAÇÃO

É O MELHOR REMÉDIO CONTRA A DEPRESSÃO

PODE SER FEITO A UM, A DOIS, A TRÊS, A MIL

E VIVA TODOS PUNHETEIROS DO BRASIL!  (repete)

POSSO ESTAR COM A SHARON STONE, COM A LINDA EVANGELHISTA

POSSO ESTAR COM A BROOKIE SHIELDS

OU COM A GINA LOLOBRÍGIDA

MAS EU NÃO ABRO MÃO...

 

Em tempo: no programa de hoje, “O Cantor” e seu assecla “Lá Menor” (interpretados por este Sarrumor e Sergio Gama, guitarrista do LdT) infernizam a vida do casal Frederico e Marlene, só com músicas de Sidney Magal.



Escrito por Laert Sarrumor às 15h27
[] [envie esta mensagem
]



Bairrismo...

Há 17 anos que fixei residência, aqui no Japão.

E, coincidentemente, moro, desde que cheguei, no mesmo bairro, na mesma rua e na mesma casa.

Portanto, se me perguntam como é Tokyo, costumo brincar, afirmando que só conheço 'shibuya higashi 2-chomé'.

Apesar da transformação urbana, nessas quase duas décadas, muitos do moradores locais e comerciantes veteranos permanecem impunes à modernidade do século globalizado.

A mesma vendinha do peixeiro, na esquina da rua debaixo,que há anos não utilizo os serviços por ser vegetariano.

O fabricante de tôfu,onde todos os dias comprava minha porção e reservava minha garrafinha com 'tonyu' (pegou fogo ano passado).

A mesma adega, que também vendia vinagre e açúcar para culinária e fechou mês passado, com o falecimento do marido.

O casal de barbeiros, onde cortava meu cabelo, e que se aposentou, no começo desse ano.

O mesmo 'osobaya san' (fabricante de soba), que trabalha em família e todos já conhecem meus caprichos e pedidos.

A loja de fotografia, onde mandava revelar meus filmes(hoje é tudo digital), naquelas câmeras descartáveis.

Uma ocasião, logo no começo de minha mudança, tive um desentendimento com o dono, pois ele havia confundido o pedido dos tamanhos e acabou cobrando pelas fotos extras em dimensões erradas, não reconhecendo sua negligência.Passei a evitar o serviço dali,procurando por outras lojas, mesmo que mais distantes.

Quando nos cruzávamos pelo bairro, ele ignorava meus cumprimentos.

Com o advento do DVD, resolvi procurá-lo, novamente, depois de todo esse tempo, pra digitalizar algums fitas em VHS.

Curiosamente, minha filmadora de vídeo era com fitas mini-cassetes que precisavam de adaptadores pro formato convencional.Fiz o trabalho com ele e transcorrreu tudo certinho, dessa vez.

Numa manhã dessas, esse senhor bate à minha porta com um pedido 'sui generis'.Ou seja, se era possível eu emprestar esse adaptador, pois além de estar fora de linha(ninguèm mais utiliza) o fabricante faliu.

Por um instante, confesso que hesitei em atender seu pedido.Mas, retrocedi e fui até o quarto buscar o adaptador, tão necessário pra realizar algum trabalho pra outro cliente.

Ele agradeceu-me e logo depois voltou a me telefonar, peguntando-me que tipo de bebida alcóolica eu gostava.

Respondi que não bebia e que não era necessário ele se preocupar com isso.

Ontem, nos reencontramos na rua, próxima de sua loja.

Eu o cumprimentei, como sempre faço.Ele não correspondeu a meu gesto, mais uma vez.

Ou por estar absorto em outros pensamentos e não ter visto de fato.

Ou talvez por continuar fingindo que nunca havia notado, antes.

 

namaste



Escrito por Pituco às 13h44
[] [envie esta mensagem
]



Que situação!!!

O que você faria nessa situação, se fosse o entrevistador?

se fosse o entrevistado?

*clique aqui e opine

abraçsonoros, gerais e irrestritos.

namaste



Escrito por Pituco às 02h59
[] [envie esta mensagem
]



Ditos malditos

A China é o maior exportador de recall do mundo.

Escrito por C. Castelo às 18h09
[] [envie esta mensagem
]



 

Não sei se notaram sua ausência, mas o Bardo, às voltas com a reforma de sua mansão na Vila Madalena, anda desconectado com o mundo internético.

 

Neste momentoso momento, me vejo compelido a postar uma de suas jocosas composições.

 

Apavarotti

 

de e com Guca Domenico, do CD-Livro Te Vejo

 

Ouça aqui

 



Escrito por Laert Sarrumor às 16h44
[] [envie esta mensagem
]



E la nave vá...

Luciano Pavarotti

*1935 - 2007

*clique no nome para se arrepiar!

namaste



Escrito por Pituco às 03h00
[] [envie esta mensagem
]



A sem agá

 

Continuando na linha futurista do post do Lizoel, e na linha de gravações caseiras “pesadas” do Último Beatle, aí vai mais uma brincadeira deste Sarrumor, acompanhado mais uma vez por Zé Miletto (Maestro Zezão), tocando todos instrumentos.

 

As gravações são de 2003. Saddan Hussein estava vivo.

 

Ouça aqui

 

2061

 

Em 2061, Roberto Carlos já morreu

O Sílvio Santos já morreu

O Rei Pelé já morreu

E a Rita Lee já morreu

Em 2061, desses não vai sobrar nenhum

Em 2061, o Dábliu Bush já morreu

Saddan Hussein já morreu

Luiz Inácio já morreu

E a Xuxa também já morreu

Em 2061, eu também não vou estar por aqui

 

Então pra quê tanta mesquinharia?

Tanto stress, tanta ansiedade?

Me diz pra quê tanta hipocrisia?

E falta de humanidade  (tanto rancor, tanta vaidade)

Se em 2061 você vai estar (a gente vai estar) mortinho da silva

 

Em 2061, a Sharon Stone já morreu  (Que pena!)

Monique Evans já morreu

O Stevie Wonder já morreu

E o Michael Jackson já morreu

A Sandy e a Gisele Bundchen na certa vão estar bem velhinhas

 

Então pra quê tanta mesquinharia...

 

Mas o seu filho vai estar aqui

E o filho dele também

O que será que está por vir?

Se o novo sempre vem

Viver não é olhar pra trás

Mas construir pra quem vai ficar     (...em 2061)



Escrito por Laert Sarrumor às 18h59
[] [envie esta mensagem
]



Visões do Futuro

Laert Sarrumor, daqui a 30 anos se preparando para

cantar "Vampiro S/A" em um show revival do Língua de Trapo



Escrito por Lizoel às 08h43
[] [envie esta mensagem
]



O que é o que é?

 

Eram quatro, agora são dois...

 

a)    The Beatles

b)    The Who

c)     Os Trapalhões

 

Se você respondeu todas as alternativas estão corretas, acertou.

 

Na Inglaterra, as apostas são altas, nas casas especializadas, sobre qual dos Fab Four será o último a bater as botas.

 

Ouça aqui uma brincadeira musical deste Sarrumor, acompanhado por Zé Miletto, que toca todos os instrumentos na precária gravação.

 

O ÚLTIMO BEATLE

 

O Rock’n Roll acabou

Quando Elvis engordou  (2x)

 

O Rock era sinônimo

De rebeldia juvenil

Hoje após meio século

É teimosia senil

O Rock’n Roll acabou

Quando Elvis engordou

 

O Rock chutava o balde

Hoje é artigo de butique

Será que tudo foi debalde?

Como essa rima horrível

O Rock’n Roll acabou

Quando Elvis engordou

 

O Mick Jagger rebolava

Era magrinho e bocudo

Hoje ele é um senhor

E paga pensão pr’um sortudo

O Rock’n Roll acabou

Quando Elvis engordou

 

Os Beatles eram os “Fab Four”

Hoje sobrou só uma dupla

Dois foram dessa pra melhor

E os outros assumiram a culpa

E agora que vai ficar, quem será

O último Beatle?

E agora quem vai sobrar, quem será

O último Beatle?

 

A propósito, o mês de setembro, na Rádio Matraca, será todo dedicado aos quatro senhores de Liverpool. O primeiro mini-especial, com o lorde Paul McCartney, foi ao ar no sábado passado, mas você pode escutar aqui a qualquer momento.



Escrito por Laert Sarrumor às 17h45
[] [envie esta mensagem
]



Madrugada sonâmbula...

Há canções que são 'hits' no repertório espontâneo de cada um.

Canções que te perseguem por toda a existência.

"Angela" do maestro A.C.Jobim é uma delas, desde minha adolescência.

*clique no título e embarque nesse som sem tempo.

abraçsonoros

namaste

 



Escrito por Pituco às 14h52
[] [envie esta mensagem
]



O meu Piauí e o deles...

Eles estavam acostumados a investimentos de longo prazo.

Esperaram três anos até tudo esfriar. Aí começaram a despejar capital.

Construíram dezenas de fábricas, em pontos estratégicos do Estado. Cada uma empregando milhares de pessoas direta e indiretamente.

Depois adquiriram todos os terrenos e imóveis disponíveis do centro velho da capital.

O teatro da praça principal foi inteirinho reformado. Peças e shows com atores globais foram agendadas. Tudo de graça.

Passar por aquela região num sábado à noite era uma festa para os olhos. Som alto, cerveja, gente dançando, barraquinhas multicoloridas – tudo com o logotipo deles em destaque.

Os artistas locais não foram esquecidos. Eles passaram a promover turnês internas destes pelas cidadezinhas do interior. Tudo transmitido ao vivo pela rede de tevê que haviam comprado de um potentado local falido.

Algum tempo depois, começaram a colocar dinheiro no agrobusiness: compraram os melhores pastos, os pés-de-serra mais férteis, as fazendas de mel. Mais tarde ficaram com as minas de opala, de talco. Até o “copyright” da receita de buchada de bode...

E foram empregando, registrando, pagando salário-mínimo. Não havia mais razão para moções com milhares de assinaturas contra eles.

Tinham comprado o Piauí. E agora eram os primeiros a querer que o Estado nunca mais fosse esquecido.

(Destak, 31.08.07)


Escrito por C. Castelo às 10h11
[] [envie esta mensagem
]



Ali Babá

 

 

Bem a propósito dos Quarenta do Mensalão, enquadrados por Joaquim Barbosa e sua trupe, recordamos a música Abre-te Sésamo, com a banda Sossega Leão, gravada no disco Aqui Habitam Leões, de 1985.

 

 

Ouça aqui



Escrito por Laert Sarrumor às 18h51
[] [envie esta mensagem
]



[ Ver arquivos anteriores ]