BLOG DO LÍNGUA
 
 
Página Inicial
Apresentação
Discografia
Trajetória
Disk-Língua
Família Trapo
Vídeos
Rádio Matraca
Agenda
Cont(r)atos
Cadastro


Blog
Fotoblog

Busca no Blog
 

Indique este blog
Dê uma nota

Links
Língua de Trapo
Fotoblog do Língua
Castelorama
Privadas do Mundo
Mini Blog do Big Mug
Nunca se Sábado
Rádio Matraca
Dadá Coelho
Blog do Pituco
Música & Letras
Blog genérico
Miss Grace Black
Blog do Castilho
Folha de Cima
Guca
Peças Raras
Stockadas
Cifras de músicas do Língua de Trapo
Língua de Trapo no Palco MP3
Radioriatoa - pituco
PENSAMENTOS DIVERGENTES - Ruy Fernando Barboza
A Hora do CLICK
Ana de Amsterdam

Arquivos
16/07/2011 a 31/07/2011
01/05/2011 a 15/05/2011
01/03/2011 a 15/03/2011
01/02/2011 a 15/02/2011
16/01/2011 a 31/01/2011
16/12/2010 a 31/12/2010
01/12/2010 a 15/12/2010
16/11/2010 a 30/11/2010
01/11/2010 a 15/11/2010
16/10/2010 a 31/10/2010
01/10/2010 a 15/10/2010
16/09/2010 a 30/09/2010
01/09/2010 a 15/09/2010
16/08/2010 a 31/08/2010
01/08/2010 a 15/08/2010
16/07/2010 a 31/07/2010
16/06/2010 a 30/06/2010
01/06/2010 a 15/06/2010
16/05/2010 a 31/05/2010
01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
16/01/2010 a 31/01/2010
01/01/2010 a 15/01/2010
16/12/2009 a 31/12/2009
01/12/2009 a 15/12/2009
16/11/2009 a 30/11/2009
01/11/2009 a 15/11/2009
16/10/2009 a 31/10/2009
01/10/2009 a 15/10/2009
16/09/2009 a 30/09/2009
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2009 a 31/08/2009
01/08/2009 a 15/08/2009
16/07/2009 a 31/07/2009
01/07/2009 a 15/07/2009
16/06/2009 a 30/06/2009
01/06/2009 a 15/06/2009
16/05/2009 a 31/05/2009
01/05/2009 a 15/05/2009
16/04/2009 a 30/04/2009
01/04/2009 a 15/04/2009
16/03/2009 a 31/03/2009
01/03/2009 a 15/03/2009
16/02/2009 a 28/02/2009
01/02/2009 a 15/02/2009
16/01/2009 a 31/01/2009
01/01/2009 a 15/01/2009
16/12/2008 a 31/12/2008
01/12/2008 a 15/12/2008
16/11/2008 a 30/11/2008
01/11/2008 a 15/11/2008
16/10/2008 a 31/10/2008
01/10/2008 a 15/10/2008
16/09/2008 a 30/09/2008
01/09/2008 a 15/09/2008
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
16/04/2008 a 30/04/2008
01/04/2008 a 15/04/2008
16/03/2008 a 31/03/2008
01/03/2008 a 15/03/2008
16/02/2008 a 29/02/2008
01/02/2008 a 15/02/2008
16/01/2008 a 31/01/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/10/2007 a 31/10/2007
01/10/2007 a 15/10/2007
16/09/2007 a 30/09/2007
01/09/2007 a 15/09/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
01/07/2007 a 15/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006


XML/RSS Feed
O que é isto?

leia este blog
no seu celular




UOL Blog





layout do blog
produzido por REC
 

Enquete BDL

O que será que ele pretende hein? Confiram aqui e opinem caros blogueiros!!

Escrito por Lizoel às 08h32
[] [envie esta mensagem
]



Demorou...

Via E-mail:

Foi só um brasileiro ir para o espaço que já sumiu um planeta...



Escrito por Lizoel às 08h20
[] [envie esta mensagem
]



Chuva de sapos

poema: Castelo

música: Tony 'Pituco' Freitas

OUÇA AQUI...

Era preciso mesmo uma noite de verão
pra que viesse a revoada de libélulas

Como numa odisséia dentro do tempo
se fez dia, noite; quente e frio num piscar de olhos
e um coro de sapos cantou para a lua cheia

Era preciso mesmo muita sorte
para tocar aquela boca pequena
(e sábia)
para cingir aquele corpo leve
(e morno)
e depois achar tempo para cuidar da vida

namaste



Escrito por Pituco às 22h34
[] [envie esta mensagem
]



Trafega redondo

Deu no site Midiamax

Uma motocicleta com placa adulterada feita de latinha de cerveja foi apreendida na tarde desta terça-feira no bairro Nova Lima, aqui em Campo Grande, por policiais do 9oBPM da região. A Bizz era conduzida pelo adolescente L.N.F, de 15 anos. Ele foi detido por volta das 17h. Segundo a PM, o chassis não conferia com a placa feita de latinha, cujos numerais foram escritos a caneta.  Isso é o que chamo de levar a reciclagem a sério. Uma ótima idéia para os detrans brasileiros economizarem material.



Escrito por Lizoel às 20h57
[] [envie esta mensagem
]



Elvis vive

Na minha ausência, a caixa de e-mails lotou de recados, apelos, mentiras e de um amigo que diz que Elvis está vivo e um pouco mais gordo. Para provar, mandou-me a foto abaixo.



Escrito por Lizoel às 15h19
[] [envie esta mensagem
]



Eu voltei

Sumi alguns dias do Blog, pois estava em Bonito trabalhando na assessoria de imprensa do 7° Festival de Inverno. O tempo seco e o frio não me fizeram relaxar e curtir o que a cidade oferece. Volto ao Blog um tanto sem assunto, mas fique aí, com uma foto de Gal revisitada, da cantora mato-grossense Vanessa da Mata no show do penúltimo dia de festival, clicada por esse escriba.

 



Escrito por Lizoel às 15h16
[] [envie esta mensagem
]



Mal come?



Outro dia, numa banca de jornais, vi numa capa de revista o tal"ginecologista das estrelas", Malcolm Montgomery. O gineco estava tecnicamente pelado, encoxando uma dona, no mesmo estado de sem-roupice. Se eu, enquanto plumitivo profissional diplomado e lindo pra cacete, for fazer um testemunhal de publicidade vendendo meus dotes sensuais, o Sindicato dos Jornalistas vem encher o meu saco.
Pergunto: onde está o CRM pra dar um toque no MD bonitón?
Se tem quem queira fazer papanicolau com o dottore só porque ele é plasticamente favorecido é problema de cada uma.
Agora, neguinho fazer alarde e marketing disso, é foguete, né não?


Escrito por Castelo às 12h44
[] [envie esta mensagem
]



Os pés V

...e assim, corriam os seus dias, com pés diminutivos e desabamentos capilares.

Para ele estava claro que, não se opor ou contestar, era a regra básica pra continuar morando por aqui.

Assim como, não expor suas opiniões particulares.

A ordem é respeitar a hierarquia dos postos e as normas da casa.

No mais, era sempre consentir com a cabeça, fingir que entendeu e dizer 'hi' (sim) ao final de qualquer frase de seu interlocutor.

Suas manhãs seguiam um ritual automatizado.Uma conduta doméstica programada.Nada fora do lugar.Nem mesmo a desordem escapava a esse preceito.

E, na fábrica, a inércia da mesma rotina.

O mesmo ritmo imutável.

O mesmo uniforme, a mesma sirene, o mesmo gesto e as mesmas palavras.

.........

Porém, naquela manhã, algo diferente estava acontecendo.

Seu superior de secção aproximou-se e, curiosamente, não o repreendeu, como de praxe.

Ele sempre o fazia sem motivo plausível.Reparos insignificantes como, por exemplo, a postura dos ombros ou até expressão de cansaço incompatível dentro do turno de trabalho.

Mas, naquela manhã, ao invès da 'bronca', o encarregado fez um comentário inusitado.

Seu supervisor disse: "no Brasil ninguém acredita na escolha de seus próprios governantes,não é?".

Ele,surpreso,estancou a respiração por alguns segundos, como se toda fábrica reduzisse o compasso habitual de trabalho.

O subchefe ainda desferiu um sorriso comportado, tensionando de maneira tênue os músculos faciais.Uma mistura de satisfação e ironia, afastando-se sem aguardar resposta.

Sua reação foi de desconforto diante da frase dita daquela maneira, logo pela manhã.

Por que 'cargas d'água' o supervisor estaria interessado na política brasileira, a ponto de sugerir que não conseguimos ter confiança em nosso próprio voto? ....(to be continue)

namaste

 



Escrito por Pituco às 10h33
[] [envie esta mensagem
]



Pausa Musical

Lula é um bom companheiro!

Lula é um bom companheiro!!

Lula é um bom companheiro!!!!!

Ninguém pode acusar

Ninguém pode acusar

Se não vem o Eros Grau

E bota pra jambrar

Escrito por Castelo às 14h54
[] [envie esta mensagem
]



O Brasil de dentro

No resto, somos mais

pura expressão

emociona-me versos intuitivos, brejeiros.

Cora Coralina, que remete-me a um universo

do qual não tenho origens, nem lembraças

mas, que pelas suas memórias, consigo vivê-lo.

Consigo sentir seus becos e vilas, mais pelo cheiro,

Consigo ouvir o cacarejo das poedeiras

fartando-se com os grãos de milho.

Consigo ser humilde

e aceitar a perfeição de nosso planeta,

seguindo em paz em seu interior,

e no interior de nossa pureza.

namaste



Escrito por Pituco às 12h03
[] [envie esta mensagem
]



Árvore genealógica

*dedicada aos amigos Guca e Rogério, e a todos mais prosadores e poetas.

A Poesia é a irmã caçula da Palavra

e prima, em primeiro grau, da Pureza.

Como em toda família,

elas têm lá, os seus probleminhas particulares.

Algum ciúme, quando uma recebe um acento, ou a outra fica entre vírgulas.

Mas, nada que a tia Estética e o tio Verso não resolvam para apaziguar os ânimos.

Agora, se o problema virar um problemão,

há que se chamar o primo Estrofe.

Mesmo assim, se o mal-entendido persistir,

aí então,

entra o avô Verbo em ação.

namaste



Escrito por Pituco às 00h42
[] [envie esta mensagem
]



As curvas da estrada de Santos

música de Roberto e Erasmo Carlos

arranjo violão e voz: Tony 'Pituco' Freitas

OUÇA AQUI

namaste



Escrito por Pituco às 22h30
[] [envie esta mensagem
]



Eu falei: isso não vai dar certo

Ratatulha amiga: eu nunca devia ter encontrado esse artiguete produzido para o "Correio Caros Amigos"com poucos dias de "governo" do despresidente Botóquis. Mas achei, fazer o quê? Tudo bem, não quero bancar o bacanón e tal-e-coisa-e-loisa, mas, porra: profético pra cacete, falem a verdade? Acompanhem:


"WAAAL!

O governo Lula mal começou e a idéia que se tem dele é: se trabalharmos todos em conjunto, sairemos dessa com a pança cheia de rabada com polenta e, quiçá, com mais um aparelho de tevê no quarto das crianças.
Isso é não é nada bom. Daqui a pouco as pessoas vão se lembrar daqueles fantasmas do passado bafejados pelo Paulo Francis: “ o PT garante ter um programa operário, mas é um partido de radicais de classe média, operário quer ter é um bom emprego, boa vida, não quer saber de socialismo etc, etc”.
Diante disso preparamos uma pequena lista de emergência para o Responsável-Mór Pela Nova Gestão da Pátria carregar no bolso (junto com seus óculos de titânio e lentes Rodenstock).

1.Não deixar o novo ministro do Desenvolvimento levar o franguinho Lequetreque às reuniões com importadores estrangeiros;
2.Não fazer alianças com o Prona (de repente o Enéas pega o Ministério da Defesa e está lá o Brasil ameaçando o Paraguai com uma bomba atômica);
3.Evitar metáforas políticas com futebol (somos penta, mas amanhã poderemos ter Zagallo-Parreira como técnicos e volta tudo ao que era antes).
4.Evitar neologismos e construções concretistas do tipo “passando hambre”, neologismo é para o James Joyce, o Guimarães Rosa e os tribalistas do Arnaldo Antunes.
5.Cancelar reuniões com o Gilberto Gil se o assunto for Ministério da Cultura.
6.Se não acontecer mesmo nenhuma mudança na economia em relação ao período FHC (Malan elogiando Palocci e vice-versa), chamar uma decoradora de interiores e mudar o hall do Ministério da Fazenda.
7.Informar ao (provável) novo presidente (tucano)do BC que Brasília não é Boston, muito menos bank.
8.Ir embromando em relação ao convite feito ao presidente (?) Bush para surfar no Brasil: vai que o homem é comido por um tubarão e os fuzileiros baixam por aqui.
9.Se o Primeiro Marido da Cidade de São Paulo quiser um cargo, criar o Ministério do Tango e alocá-lo.
10.Parar definitivamente de colocar zeros na frente do nome dos projetos. Funcionou com Fome Zero. Mas Cultura Zero, Educação Zero e especialmente Economia Zero não caem bem.
11.Antes de começar efetivamente o governo, mandar um segurança da PF dar uma tapona no Itamar. Assim, já se rompe logo a união antes de mais nada.
12. Dar a Embaixada de Zâmbia ao Duda."

Escrito por Castelo às 20h34
[] [envie esta mensagem
]



Dúvida Astral

Se um bando de astrônomos decidiu que Plutão não é mais planeta, por que um bando de brasileiros não decide que Lula não é mais presidente?

Escrito por Castelo às 13h56
[] [envie esta mensagem
]



'Verbivocovisual'

letra e texto: Castelo

música:         T.'Pituco' Freitas

OUÇA AQUI...

namaste

 



Escrito por Pituco às 06h23
[] [envie esta mensagem
]



Cobras & Lagartos: Leona está grávida de Duda

Pombas, até em novela da Globo o marketing político tá dominando tudo. Afe!

Escrito por Castelo às 14h28
[] [envie esta mensagem
]



OS LULÍADAS (I)



Os “cumpanhêro” junto à peãozada
Que, do meu mui querido ABCD,
Por roscas nunca d’antes espanadas
Passaram ainda além do PCB
Em perigos e greves detonadas
Mais do que hoje faz o PCC
E, tomando o seu mé, edificaram
Novo Partido, que agora estragaram;


Escrito por Castelo às 09h54
[] [envie esta mensagem
]



'Expressionismo'


letra:    Castelo


música: T.'Pituco' Freitas


OUÇA AQUI...


É fácil fazer música que louve


todo o encanto de um perfil longilíneo


eu quero ouvir alguém compor alguma


elogiando a beleza do períneo


 


Nas questões do amor sou expressionista


me encanta menos fogo que centelha


e entre os teus seios e tuas coxas


prefiro mais as tuas sobrancelhas


 


As tuas sardas em constelação


só rivalizam com o teu dedão


que, para mim, é um grande banquete


 


É tão difícil escolher entre teus dotes


não sei se amo mais os teus culotes


ou fico mesmo com o teu joanete


namaste



Escrito por Pituco às 22h20
[] [envie esta mensagem
]



Torresmo na madrugada

letra:    Rogério Santos

música: Tony 'Pituco' Freitas

Mais uma parceria virtual, em primeira-mão para os blogueiros domingueiros.

Confesso que resisti bastante até aceitar musicar esse delicioso roteiro paulistano, do Rogério.Mesmo porque, vai ser difícil encontrar 'tofu na madrugada'.

OUÇA AQUI...

confira a letra aqui, FOLHA DE CIMA

namaste



Escrito por Pituco às 09h59
[] [envie esta mensagem
]



Os pés IV

Como as visitas de alcova tornavam-se constantes.E os gemidos ensandecidos, também.A vizinhança, tanto dele quanto dela, começou a reclamar.

Aquela reclamação típica local, feita por cartas, presentinhos ou visita dos funcionários da imobiliária.Aquele jeito que, pela persistência, importuna mais do que um "bate-boca-de-portão".Aqueles olhares recriminatórios de soslaio, quando cruzamos um grupo de vizinhos na esquina.E o comentário indefectível: "buraziro jin wa urusai, né?!" (brasileiro é barulhento, não é mesmo?!).Enfim, os estrangeiros que fazem estardalhaço quando estão transando.

O incômodo nem era tanto por uma possível hipocrisia moral do japonês.Era pelo barulho mesmo.Esse atrapalhava, principalmente quando fora do horário pré-estipulado.

Isso mesmo! Pra transar, no Japão, em sua própria casa, tem de se cumprir uma tabela de horários imposta pelo fervor dos decibéis do casal.

Modalidades e volumes específicos para cada hora do dia e noite.

A situação já estava ficando insustentável.

No ápice da transa, naquele momento em que micro e macrocosmos se unem, um agente imobiliário quase arrebentou a porta com socos e murros, gritando pelo nome do morador.Dessa maneira, notificando pra todo o bairro, quem é que iria ser repreendido.

Não havia escolha para o casal.Ou adaptava-se às imposições nipônicas ou mudava-se dali.

Mas, pra onde? qual condomínio aceitaria estrangeiros? e estrangeiros ávidos e sedentos de paixão? quem seria o fiador? quanto gastar pra fazer a mudança? desistir de tudo e voltar ao Brasil?

Ele notava que seus pés fincados no oriente, precisavam seguir firmes na direção menos dolorosa para a aceitação dos costumes locais.

Ela procurava racionalizar, com referências culturais imprecisas e impossíveis de equiparação, por aqui.

Tudo era preciso ser revisto, se o casal pretendesse continuar nessa terra distante....(to be continue)

namaste



Escrito por Pituco às 12h07
[] [envie esta mensagem
]



PREPARANDO-SE PARA VIAJAR AO BRASIL

Viajar ao Brasil não é a mesmo que ir a Líbia, Síria ou ao Sudão. É bem mais perigoso e caro.
Por isso, é necessário preparar uma bagagem bastante específica. Listamos alguns ítens essenciais para uma viagem de 15 dias:

HOMENS

- Três calças jeans
- Três calças de algodão
- Um blazer de verão
- Vaselina
- Quatro bermudas
- Dois calções de banho
- Uma boneca inflável tamanho XG
- Uma dúzia de camisetas
- Uma dúzia de cuecas
- Uma dúzia de meias finas
- Uma careca postiça
- Meia dúzia de camisas de mangas curtas
- Um sapato
- Uma vara de pescar, um molinete e iscas vivas
- Uma mortadela
- Um rottweiller adulto
- Uma sandália roxa
- Um tênis
- Um pênis
- Uma cofre de aço
- Uma pistola Magnum com três pentes de balas
- Balas anestésicas
- Um obus
- Um livro de Lair Ribeiro
- Notas miúdas para propina
- Travellers-checks graúdos para propina
- Moedas para mendigos
- Balas de menta para crianças abandonadas
- Uma sacola com sulfa e antibióticos diversos
- Uma máscara de Ronald McDonald
- Camisinhas musicais
- Um Dicionário Inglês-Dialeto da Favela da Rocinha
- Uma ampola de estricnina

MULHERES

- Quatro vestidos para o dia a dia
- Duas calças jeans
- Seis blusinhas de manga curta
- Seis camisetinhas bufantes
- Dois tops
- Uma peruca e um bigode postiço
- Três lenços de seda
- Uma bolsa Prada falsificada
- Um quilo de silicone
- Uma dúzia de calcinhas comestíveis
- Três biquinis asa delta
- Seis pares de meias de nylon
- Quatro sapatos finos com uma arma adaptada bico
- Duas sandálias com plataforma de mola
- Uma perna de pau
- Um tênis
- Dois pênis
- Um blazer de verão
- Um chapéu de praia com sinalizador marítimo
- Protetor Solar Fator 57
- Absorventes íntimos com detonador e mira telescópica
- Camisinhas explosivas
- Uma pistola 22 e 36 balas
- Estaca e alho
- Um livro de Paulo Coelho
- Dois seguranças
- Um motorista
- Um ginecologista
- Um psicólogo
- Um marido falso
- Uma sogra falsa
- Três filhos falsos
- Um charuto longo
- Uma ampola de estricnina

O norte-americano Ben O'River é especialista em turismo de desventura e autor do livro "Guia de Sobrevivência no Brasil" (Editora Matrix).


Escrito por Ben O'River às 17h45
[] [envie esta mensagem
]



Ovelhas à mancheia!

Quem pensa em investir em um curso superior ou pós-graduação para se dar bem na vida, está muito enganado! Vejam o que é investimento!

 



Escrito por Lizoel às 16h52
[] [envie esta mensagem
]



Pá e bola!

Isso é o que chamo comunicação revolucionária na política. Confiram aqui

Escrito por Lizoel às 15h14
[] [envie esta mensagem
]



Os pés III

Após esse primeiro, foram outros tantos encontros furtivos, dentro da porção de tempo permitida.

E apesar da tagarelice espontânea, quase sempre sem exaustão, quando se encontra alguém do mesmo idioma, em terras alheias, os dois fugiam à regra geral dos estrangeiros.

Fizeram a opção por um idioma mais universal.Táctil, olfativo, visual, sonoro e degustativo.Um diálogo em seu estado bruto.O verbo em sua essência apurada.A língua que não respeita credos, raças, governos e geografia.

Ele demarcava seu território, alimentando os sonhos de sua 'gatinha'.

Deixava mensagens inusitadas em sua caixa postal, principalmente, quando alguma canção, frase ou palavra remontavam circunstâncias íntimas desse companheirismo.

Ela permitia-se aos encantos femininos, em seus encontros, com perfumes, decotes e 'lingeries'.A tríade ritualística completa.Cama, mesa e banho, com muitas variações.

Ele escutava em silêncio, atenciosamente apaixonado, os relatos dela.

Ela cuidava com delicadeza, detalhadamente apaixonada, do descanso dele.

E essa intimidade, pouco a pouco definia-se em revelações inevitáveis.

Estava claro para ele que sua 'gatinha' sofria de uma violenta queda de cabelos.Quando acarinhava sua cabeça, madeixas ficavam entre seus dedos.Ele não fazia menção ao fato, exatamente, para não aumentar o pânico e aflição dela.Mas, quando indagado, cruelmente, por ela, tentava conformá-la com um discurso tosco de seus talentos naturalistas: 'toda felina troca de pelos.Com você nâo poderia ser diferente, gatinha'!.....(to be continue)

namaste



Escrito por Pituco às 02h52
[] [envie esta mensagem
]



Sabedoria via e-mail

Verdade Profunda:

"Os políticos, assim como as fraldas, devem ser trocados constantemente.
E sempre pelo mesmo motivo".
 



Escrito por Lizoel às 17h25
[] [envie esta mensagem
]



Viagens idiotas: Lençóis Maranhenses



Meu sonho era fazer viagens à la Maurício Kubrusly.
Aquele trota-mundos global vai pra Santa Rita do Grelo Adentro e encontra uma ex-mulher rendeira que faz um camarão flambado no Calvados.
O marido da dita-cuja é ex-barman do Oyster Bar e lhe prepara uma “incrível”– ele adora essa palavra – batida de cupuaçu na vodca russa. E mais: os filhos do casal, mesmo vivendo naquela praia deserta nordestina, criaram um artesanato raríssimo (vendido apenas no Mercado Comum Europeu ou na Daslu) e que está custando, no exato dia da estada, apenas 1 real a peça.
Mas ainda chego ao patamar do colega.
Já é um começo eu me recusar a viajar por essas agências-de-anúncio-de-página-dupla-de-jornal. Porque elas são as verdadeiras profissionais na arte de mediocrizar uma jornada.
Recentemente estive nos Lençóis Maranhenses.
E, no caminho pras dunas, acabei notando a aproximação de um Toyota de agência-de-anúncio-de-página-dupla-de-jornal.
O carro ia para o mesmo local do meu jipe, mas apinhado de turistas.
Detalhe: quase todos de Terceira Idade, caminhando pra Quarta.
O que presenciei deveria ser interpelado por um tribunal de direitos humanos da ONU.
Velhinhos de 75 anos pulando dentro do utilitário feito pipocas numa panela quente. Chamava a atenção porque o decrépito 4X4 passava nas enormes costelas-de-adão formadas no areião maranhense e ninguém fazia um “ô ô ô ô ô ô ô ô ô!” ou mesmo um
“irrráááááááá!”.
Os pobres anciãos não tinham mais energia pra gritar.
O Toyota caia num buraco, o motor roncando feito um cavalo selvagem acuado e:

- …

O jipão corcoveava por cima de uma pequena montanha branca e:

- …

Durante o período de visita às famosas lagoas, caminhei por cerca de meia hora, encontrei uma lagoinha cristalina e lá fiquei me refrescando, dando uns tchibuns.
Os colegas da agência-de-anúncio-de-página-dupla-de-jornal, com aquelas frasqueiras típicas, andavam, de lagoa em lagoa, feito formigas alienadas.
Chegavam, fotografavam, enfiavam os pés na água e saiam buscando outro lugar pra se molhar.
Comecei a pensar que os velhotes não voltariam mais à civilização.
É sol e vento demais pra um cocoruto idoso.
Mas olha só eles de novo, dias depois, no Centro Histórico de São Luís. A mesma correria.
Chegando, fotografando um casarão e saindo logo pra fotografar o do lado. Todos lampeiros e saracoteando, pra lá e pra cá, com suas frasqueiras típicas.
Definitivamente, a felicidade é um estado de espírito de porco.


Escrito por Castelo às 17h08
[] [envie esta mensagem
]



[ Ver arquivos anteriores ]