BLOG DO LÍNGUA
 
 
Página Inicial
Apresentação
Discografia
Trajetória
Disk-Língua
Família Trapo
Vídeos
Rádio Matraca
Agenda
Cont(r)atos
Cadastro


Blog
Fotoblog

Busca no Blog
 

Indique este blog
Dê uma nota

Links
Língua de Trapo
Fotoblog do Língua
Castelorama
Privadas do Mundo
Mini Blog do Big Mug
Nunca se Sábado
Rádio Matraca
Dadá Coelho
Blog do Pituco
Música & Letras
Blog genérico
Miss Grace Black
Blog do Castilho
Folha de Cima
Guca
Peças Raras
Stockadas
Cifras de músicas do Língua de Trapo
Língua de Trapo no Palco MP3
Radioriatoa - pituco
PENSAMENTOS DIVERGENTES - Ruy Fernando Barboza
A Hora do CLICK
Ana de Amsterdam

Arquivos
16/07/2011 a 31/07/2011
01/05/2011 a 15/05/2011
01/03/2011 a 15/03/2011
01/02/2011 a 15/02/2011
16/01/2011 a 31/01/2011
16/12/2010 a 31/12/2010
01/12/2010 a 15/12/2010
16/11/2010 a 30/11/2010
01/11/2010 a 15/11/2010
16/10/2010 a 31/10/2010
01/10/2010 a 15/10/2010
16/09/2010 a 30/09/2010
01/09/2010 a 15/09/2010
16/08/2010 a 31/08/2010
01/08/2010 a 15/08/2010
16/07/2010 a 31/07/2010
16/06/2010 a 30/06/2010
01/06/2010 a 15/06/2010
16/05/2010 a 31/05/2010
01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
16/01/2010 a 31/01/2010
01/01/2010 a 15/01/2010
16/12/2009 a 31/12/2009
01/12/2009 a 15/12/2009
16/11/2009 a 30/11/2009
01/11/2009 a 15/11/2009
16/10/2009 a 31/10/2009
01/10/2009 a 15/10/2009
16/09/2009 a 30/09/2009
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2009 a 31/08/2009
01/08/2009 a 15/08/2009
16/07/2009 a 31/07/2009
01/07/2009 a 15/07/2009
16/06/2009 a 30/06/2009
01/06/2009 a 15/06/2009
16/05/2009 a 31/05/2009
01/05/2009 a 15/05/2009
16/04/2009 a 30/04/2009
01/04/2009 a 15/04/2009
16/03/2009 a 31/03/2009
01/03/2009 a 15/03/2009
16/02/2009 a 28/02/2009
01/02/2009 a 15/02/2009
16/01/2009 a 31/01/2009
01/01/2009 a 15/01/2009
16/12/2008 a 31/12/2008
01/12/2008 a 15/12/2008
16/11/2008 a 30/11/2008
01/11/2008 a 15/11/2008
16/10/2008 a 31/10/2008
01/10/2008 a 15/10/2008
16/09/2008 a 30/09/2008
01/09/2008 a 15/09/2008
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
16/04/2008 a 30/04/2008
01/04/2008 a 15/04/2008
16/03/2008 a 31/03/2008
01/03/2008 a 15/03/2008
16/02/2008 a 29/02/2008
01/02/2008 a 15/02/2008
16/01/2008 a 31/01/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/10/2007 a 31/10/2007
01/10/2007 a 15/10/2007
16/09/2007 a 30/09/2007
01/09/2007 a 15/09/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
01/07/2007 a 15/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006


XML/RSS Feed
O que é isto?

leia este blog
no seu celular




UOL Blog





layout do blog
produzido por REC
 

Para a Francinalda relaxar!

Os gastrônomos da terrinha indicam: um dos pratos mais procurados pelos irmãos lusitanos é a "Punheta de Bacalhau".Duvidam? confiram aqui e de quebra fiquem com água na boca.



Escrito por Lizoel às 17h37
[] [envie esta mensagem
]



Deu no Uol

Pontes enfrenta desconforto e jantar frio na viagem à ISS

De sua residência embaixo de um dos grandes viadutos de São Paulo, Seu Zé, Catador de Papel, fica indignado com o pouco caso dos gringos para com o astronauta brasileiro.



Escrito por Lizoel às 16h54
[] [envie esta mensagem
]



Aforismo chinês

PAI POBRE,

FILHO RICO,

NETO EM BAIXO DA PONTE.



Escrito por Pituco às 04h38
[] [envie esta mensagem
]



Alguma poesia...

Eu sei que vou deixar de te amar...

eu amo pouco,

mas amo louco,

que sigo vidas a reencarnar

pela única missão de amar.

Falo a língua das estrelas,

ando o caminho dos astros,

sobre qual quintal se faz tanta poesia

e nem é preciso rima.

Sonho de loucos,

sonho de poucos,

esperança visionária.

Cantar mil vezes, se preciso for,

essa mesma ária...

Tony 'Pituco' Freitas (Tokyo,jan.'95)

 



Escrito por Pituco às 04h00
[] [envie esta mensagem
]



ADESIVO DE PINDORAMA NO SÉCULO XXI

Brasil. Amex ou deixe-o.

Escrito por Castelo às 10h38
[] [envie esta mensagem
]



Plágio ou homenagem tardia?

Quotas de Cus para o Parlamento
Cu de Centro Direita
Cu de Esquerda
Cu de Direita
Cu de Centro Esquerda
Cu de Extrema Direita
Cu de Extrema Esquerda
Cu Anti-Fascista
Cu de Anti Social Fascista
Cu de Tacho

Laert, Castelo e Guca: Vinte e tantos anos depois do fim de "O Matraca", os portugueses copiaram uma das capas do nanico maldito e levaram o painel de bundas para um blog deles, chamado "Borglhota"  (que não faço a menor idéia do que seja!). Dessa vez ridicularizando os políticos daquele  país irmão! confiram na ilustração acima e mais detalhadamente no próprio site

 



Escrito por Lizoel às 22h40
[] [envie esta mensagem
]



A relatividade do poder

O urso diz: "Se eu rugir nas florestas da América do Norte, toda a floresta estremece de medo".
O leão diz: "Se eu rugir nas grandes planícies da África, toda a savana fica com medo de mim".
A galinha diz então: "Grande coisa! Se eu der um espirro, o planeta inteiro caga de medo".



Escrito por Lizoel às 17h04
[] [envie esta mensagem
]



CONCLUSÃO SOBRE A POLÊMICA "HUMOR NA TV"

No cu, pardal!

Escrito por Castelo às 14h32
[] [envie esta mensagem
]



Ah... nêmica!

Guquinha falou, falou... e não disse nada sobre o assunto proposto! Isso porque não entendeu patavina do que escrevi.

Tudo o que fiz -contrariando a opinião de meu mestre Castelo - foi defender o programa Casseta & Planeta Urgente! argumentando que, mesmo num veículo filho-da-mãe como a televisão (vocês leram as opiniões raivosas de Sassá Mutema sobre a Poderosa no post Lima de Trapo?), onde a maioria escorrega sim para o  pastiche (só não vê quem é cego) eles conseguem se manter íntegros. Estão se repetindo sim, mas repetindo uma fórmula que ainda tem fôlego, que se mantém forte e inovadora há 14 anos, anos-luz a frente dos demais humorísticos da televisão.

Quanto ao resto, amiche... tudo bem, até concordo com muita coisa que você colocou, mas fugiu totalmente do assunto.

Viajou, Guquinha, viajou...



Escrito por Laert Sarrumor às 14h15
[] [envie esta mensagem
]



Música é...

Alheio a escândalos e falcatruas, o ministro Pretovéio Gil curte seu Grammmy e continua na busca da Afinação da Interioridade.

 

Assista aqui ao vídeo que faturou o primeiro prêmio no I Festival Internacional de Comédias Engraçadas (The Funny Comedy Film Fest), em 2003.  A direção é de Roberto Berliner.

 

Esse festival teve show do Língua de Trapo no encerramento e este Sarrumor como membro do júri.



Escrito por Laert Sarrumor às 23h39
[] [envie esta mensagem
]



Esquerdo de Rebosta

Ainda sobre humor televisivo.

 

Falei dos publicitários de propósito, para provocar meu querido amigo Castelo. Obviamente não criticando esses briosos profissionais (eu mesmo já paguei muita conta atrasada graças à publicidade, como garoto-propaganda de locadora, cerveja e companhia de telecomunicação, só pra citar alguns exemplos) mas a profunda distorção histórica (política, econômica, cultural, social, não sei mais o quê al) que faz com que nossa publicidade seja tão rica (em todos os sentidos) e bem humorada enquanto nosso cinema é tão paupérrimo e nosso humor televisivo tão lamentável. Ecoa nos meus ouvidos até hoje a resposta que nosso amigo Louis Chilson me deu quando fui justamente contar que Castelo havia ganho dois leões no Festival de Cannes já com sua primeira campanha na Standard, em 89: “A publicidade americana é uma merda, mas o cinema deles é o mais poderoso do mundo”. Detalhe: Chilson já foi cineasta, mas há vários anos está na publicidade. É pra se refletir, não é?

 

Do mesmo modo, enquanto estamos sujeitos às Zorras Totais, o humor na televisão americana impera. Poderíamos nos estender sobre o assunto, mas vamos nos ater a apenas um exemplo sintomático: o último episódio de Seinfeld parou o país coast to coast (como eles adoram dizer), exatamente como as finais da copa do mundo, o último capítulo de Roque Santeiro e ultimamente as transmissões das CPIs pela TV Senado fazem por aqui.

 

O que isso significa? Conspiração sionista para dominação do mundo através do humor judaico?

 

Não sei. Só sei que resolvi provocar o Castelo porque sou fã de carteirinha dele.

 

Assim como sou fã dos nossos amigos cassetosos. Gosto de tudo que eles fizeram e fazem: jornal, revista, livros, discos (“Preto com um Buraco no Meio” é um clássico) e inclusive do recente longa “A Taça do Mundo é Nossa!”, mal-recebido pela crítica e pouco compreendido pelo público. O filme até lembra um pouco do humor inteligente do saudoso “Planeta Diário” (onde eu e Castelo escrevemos como colaboradores).

 

Agora... televisão, meus amigos, televisão é outra história. Como bem se diz, é uma fábrica de fazer loucos. Neurose, cobranças, intrigas, estrelismo, egos inflados, falsidade, puxação de tapete, cocaína, puxa-saquismo e mais uma carrada de elementos abjetos compõem a atmosfera pesada do ambiente televisivo. Sei disso porque já trabalhei lá. Tudo isso sem falar da máxima: “Em televisão você não pode ser bom, pois irá trombar de frente com seu superior que, invariavelmente, é medíocre”.

 

E todos sabemos do “toque de mierdas” da Toda Poderosa. Nem gente talentosa e com brilho próprio, como Faustão e Serginho Groisman escaparam do pastiche global. Ainda bem que Marcelo Tas, Cazé e Thunderbird conseguiram escapar a tempo.

 

Por tudo isso, acho que a entrada do C&P no ar significou sim uma ruptura. Ruptura em relação à ditadura do padrão de humor chicoanisiano que há décadas pairava no ar. O que lhes deu um lastro capaz de mesmo agora, 14 anos e muitas concessões e repetições depois, produzir ainda momentos brilhantes.

 

Sou sim pela manutenção. Manutenção daquilo que é bom, como é o caso do Língua, moléstia à parte. Pânico é ruptura? Hermes e Renato é ruptura? Tô fora...



Escrito por Laert Sarrumor às 23h35
[] [envie esta mensagem
]



Show de Horror

Tava escrevendo o textão acima e da sala vinha a voz de Pedro Bleargh, anunciando a vencedora do Show do Milhão da Poderosa. Socorro! Porta da Esperança global? Ou é a Porta do Inferno? Corro pra sala, pego o controle. ZAP. Um bispo-fake está mandando um paralítico-fake andar...

 

Como diz o Marcos Kastro, CADÊ MEU SACO DE VÔMITO?!

 

Continuo a zapear? Não. Melhor é Frank Zappear.



Escrito por Laert Sarrumor às 23h33
[] [envie esta mensagem
]



Lima de Trapo

A gente aqui no BdL, outros blogueiros e artistas alternativos ficarmos falando mal da Platinada é uma coisa. Não tem a menor importância e soa como ressentimento.

 

Agora, quando o seu Murat resolve falar mal da emissora, do merchandising que faz em "Belíssima", do sotaque grego de Tony Ramos, de Fernanda Lima, e  dizer que o "Fantástico" transforma tudo em "merda" e que há 40 anos se faz a mesma novela.... a coisa muda de figura!

 

Leia aqui (ou releia) o que o Sinhozinho Malta andou falando para a Folha de São Paulo.



Escrito por Laert Sarrumor às 23h31
[] [envie esta mensagem
]



O mestre e o gafanhoto

Essa é a continuação e celebração de uma antiga parceria, entre o compositor e o intérprete, o 'sempai-kohai', o veterano e o aprendiz...

Ouça aqui

'Comida Microbiótica' (Carlos 'Castelo' Melo/ Pi 'Tony Freitas' tuco)

namaste

 



Escrito por Pituco às 23h26
[] [envie esta mensagem
]



SATISFACTION

Esqueci de comentar aqui.
Mas dia 12 de março passado dei uma pequena palestra na "Bienal do Livro" sobre a música de São Paulo.
Um pai e um filho adolescentes assistiram toda a minha fala com atenção.
No final, sai em meio à multidão, e os dois foram, por coincidência, andando atrás de mim.
O filho perguntava ao pai quem eu era.
O senhor não conseguia dar uma definição.
O guri insistia.
Por fim, depois de muito pensar, o homem chegou a um consenso.
Explicou em alto e bom som:
- Esse aí é um tipo de Mick Jagger do humor, filho.

Escrito por Castelo às 10h21
[] [envie esta mensagem
]



Queda

Nossa! Quanta gente despencando! Palocci, presidente da Caixa, Ariclê Perez...

Escrito por Laert Sarrumor às 00h51
[] [envie esta mensagem
]



O poder na República dos Manés

Motorista de Collor, Secretária de Marcos Valério, caseiro de Palocci. Que país estranho o nosso onde a ralé consegue derrubar os poderosos mas não chega ao poder!



Escrito por Lizoel às 20h50
[] [envie esta mensagem
]



PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES

"Tenhamos em mente que educar é abrir caminhos, ultrapassar fronteiras, desbravar trilhas rumo aos novos horizontes. Educar é uma via de mão dupla: tanto ensinamos quanto aprendemos. Tanto doamos quanto recebemos. Essa é a magia essencial que concede ao homem a sabedoria e a capacidade de superar-se a cada amanhã" - Gabriel Chalita - Secretário da Educação do Estado de São Paulo.

Escrito por Castelo às 13h09
[] [envie esta mensagem
]



NOBREZA TARDIA

Tendo a divergir parcialmente de meu colega de asilo Laert Sarrumor em relação a aspectos de seu post "Viva os humoristas brasileiros". Há ali uma boa análise até, recheada de exemplos e pessoas, mas o colega me parece dar mais força à manutenção que à ruptura. Ora, se o Casseta & Planeta entrou em processo de auto-combustão que se exploda. E dê lugar a novos formatos e idéias. (Nós no LT, mão no peito, sabemos o quanto dói se reformular). O que me parece haver na Platinada é um processo de nobreza tardio. Só descendente do Chico Anísio e do Boni tem uns 20 dirigindo, escrevendo e atuando ali e em outras emissoras. O que vem a seguir, nós já sabemos:queda de qualidade e o farisaísmo mencionado pelo Laert. Não vejo como factual a Publicidade pagar mais a seus redatores que a TV e o fenômeno estar fazendo o texto dos humorísticos despencar. Em meu caso específico, a TV nunca me quis e eu nunca quis a TV. As razões não foram financeiras. Achei meu nicho na Publicidade e me mantive neste domicílio. Creio que o mesmo acontece com centenas de outros colegas meus redatores publicitários, para quem criar para TV não é propriamente um oásis em meio ao Saara. Enfim, é um ponto-de-vista. Torço apenas por vida inteligente nos programas de humor televisivos.



Escrito por Castelo às 22h40
[] [envie esta mensagem
]



COMO ESCREVER UM TEXTO À TARSO DE CASTRO

François Rabelais foi um palhaço: Cervantes, que fez aquele Dom Quixote, era palhaço, James Joyce, palhaço; o Ambrose Bierce nem se fala, palhaço total; Emílio de Menezes era palhaço; José do Patrocínio Filho idem; o Juó Bananére, palhaço declarado; o Furnandes Albaralhão foi palhaço; Barão de Itararé, mas que palhaço; Campos de Carvalho foi grande palhaço; o Millôr é palhaço; (aliás, toda a redação do "O Pasquim" era composta de palhaços); o Verissimo é palhaço; o Língua de Trapo só tem palhaço, o Premê, feito de palhaços; Les Luthiers, só dá palhaço argentino ali; os Irmãos Marx, tremendos palhaços; Woody Allen, palhaço-mór; W.C. Fields é palhaço hors-concours; Edson Aran e Henrique Szklo, da nova geração, são dois palhaços; Monty Phyton é um grupo de palhaços.  

O único humorista do mundo é o Diogo Mainardi.



Escrito por Castelo às 13h06
[] [envie esta mensagem
]



Viva os humoristas brasileiros!

Algumas divagações sobre o post Filosofia do Humor, publicado por Castelo, colega e ídolo de todos nós, aqui no BdL.

 

O que falta no humor da televisão brasileira é texto. Os melhores redatores do país estão nas agências de publicidade, ganhando grana e emprestando seu talento pra vender sabão em pó (sorry, Castelo). Salário de TV é uma merda! Mas humoristas, nós temos e tivemos os melhores! Ronald Golias, Walter D'ávila, Otelo Zeloni, Ema D'ávila, Jorge Loredo, Zé Vasconcelos, Berta Loran, Zilda Cardoso, Lilico, Chocolate, Lucio Mauro, o próprio Chico Anísio nos bons tempos, Trapalhões, A Velha Surda, Nair Belo, Renata Fronzi, Rogério Cardoso, Simplício, Moacir Franco, Marieta e Vitório... E saindo da geriatria, Mariza Orth, Denise Fraga, Luiz Fernando Guimarães, Pedro Cardoso, Otavio Augusto, Diogo Vilela, Fernandinha Torres, sem falar das centenas de atores de teatro, engraçadíssimos, que poderiam muito bem estar na telinha (os grupos Parlapatões, Os Melhores do Mundo, Le Plat du Jour e os projetos Terça Insana e Nunca se Sábado são exemplos disso). Em nenhum lugar do mundo se tem uma constelação de humoristas tão brilhante.

 

Por que então o humor na televisão é tão chulo? Por que se paga tão mal aos redatores? Penso que pelo mesmo motivo de termos a melhor música do mundo e na televisão só vingarem os sertanojos, os pagodeiros, axé, arremedo de forró, bundas e bondes.

Antigamente eu acreditava em teorias conspiratórias. “Tudo faz parte de um plano para tornar a massa emburrecida, não questionar os próprios problemas e mazelas, etc. etc. etc.”

 

Hoje penso um pouco diferente. No começo, até podia ter essa conotação político-conspiratória. Mas pelo pouco que circulei pelas entranhas das emissoras, ao longo desses 25 anos, pude perceber que o que falta é nível mesmo. A grande mídia está entregue a pessoas portadoras de uma total indigência cultural. É uma curriola de escrotos que dá as cartas e perpetua a filosofia do quanto pior, melhor. A começar pelos donos. A Toda Poderosa  pertence à Família Marinho, servientes e coniventes de tudo que mais sórdido houve na história recente desse país. As outras pertencem a charlatões travestidos de bispos, camelôs e outros grupos obscuros que nem convém falar. A TV estatal às vezes cumpre seu papel, mas na maior parte do tempo é omissa, chata e sem charme suficiente pra conquistar o grande público.

 

Nesse quadro sombrio, o pouco de vida inteligente que há na grande mídia vem justamente do núcleo de Guel Arraes. Armação Ilimitada, TV Pirata, Comédia da Vida Privada, Os Normais, e minisséries consagradas como o Auto da Compadecida são verdadeiros oásis no tórrido cenário da televisão brasileira.  

 

E é esse núcleo que trouxe para a telinha gente do calibre de Luiz Fernando Veríssimo e o casal Fernanda Young e Alexandre Machado.

Machado, premiadíssimo publicitário, já foi Eleonora V. Vorsky, autora dos deliciosos folhetins “Calor na Bacurinha” e “A Vingança do Bastardo”, publicado no não menos delicioso e genial “O Planeta Diário” (jornal de humor que pertence a mesma linhagem d’O Matraca e A Manha, do Barão de Itararé, o pai de todos) que, ao lado da revista Casseta Popular, deu origem ao grupo Casseta e Planeta, alvo das críticas que deram origem a esse texto. Machado e Young foram os redatores de Os Normais.

 

Os Cassetas foram para a Vênus Platinada pelas mãos de Arraes para serem redatores da TV Pirata. Começaram a fazer pontas como atores no programa Dóris para Maiores, com Dóris Giesse. Antes disso tudo tinham feito um único programa na TV Bandeirantes, o Vandergleison Show, em preto e branco, que virou um cult entre os aficcionados. Em 1992, o pessoal do C&P ganha um programa próprio, o Casseta & Planeta Urgente!, explorando exatamente o fato de serem atores canastrões, sem o menor traquejo como humoristas.

 

O programa sobrevive há 14 anos (!!!) e obviamente há muito perdeu o fôlego e o frescor iniciais. Com fórmulas desgastadas, o programa não se renovou, sendo hoje um pálido espectro do que já foi um dia. Assim como a Praça é Nossa, Roberto Carlos, Luiz Inácio Lula da Silva, Rolling Stones e muito provavelmente o Língua de Trapo.

 

Leia mais sobre Guel Arraes aqui

 

 

e sobre Casseta & Planeta aqui

  

 

 



Escrito por Laert Sarrumor às 12h04
[] [envie esta mensagem
]



Grandes Personagens do LT: Celso Mojola

Fui apresentado ao Celsão por um amigo em comum que também sumiu: o fotógrafo Walter Moraes - autor de várias fotos magistrais do LT. Foi um pouco antes de entrarmos na faculdade de jornalismo e a nossa intenção era fazer um documentário cujo tema era "Fumantes X Não Fumantes". Durante as arengas sobre o filme acabei descobrindo que Mojola era pianista e começamos uma parceria. Eu já tinha escrito "Pequena Seresta que virou linchamento", mas foi ele quem colocou introdução e a arranjou. Depois fizemos "A Vingança do Hipocondríaco" e "Amor Olímpico". Temos ainda duas peças praticamente conhecidas apenas pelos alunos da Cásper Líbero da época, pois foram executadas uma única vez num show no Teatro Gazeta: a nordestina "Cabaré da Santa" (abri as portas do Cabaré da Santa/lugar aonde a poeira levanta...) e a feminista-buarquiana "Mulher" (ah, quantos desejo censurados/quantos prantos retalhados/ decidi colecionar...). Fizemos também um samba-de-breque chamado "Pastel Falsificado" que se perdeu. Talvez esse miniartigo sirva pra que o Mojola o recupere e nós o incluamos num futuro disco ou show...O LT, de certo modo, deve a ele um pouco de sua existência, já que os primeiros ensaios foram feitos em seu espaçoso apartamento da Alameda Sarutaiá. Em nossos últimos encontros, Mojola insistia para que fizemos uma ópera contemporânea brasileira. Cheguei a trazer de uma viagem ao Exterior, vários discos que ele citou como referência para a escritura do libreto, mas a idéia nunca decolou. Quem sabe um dia, não é, maestro?



Escrito por Castelo às 10h31
[] [envie esta mensagem
]



Mojola Rides Again!

Celso Mojola em sua nova fase de músico erudito.

E pra continuar na trilha de ressuscitar antigos membros (Êpa!!) do Língua, chegou a vez do Celso Mojola, agora com doutorado em música e pego na boca da botija em seu site na internet. Clique aqui



Escrito por Lizoel às 15h19
[] [envie esta mensagem
]



FILOSOFIA DO HUMOR

Faz mais ou menos uns dois anos, o Valor Econômico me encomendou um artigo sobre o humorista Barão de Itararé.
Escrevi dizendo que o Barão era um daqueles caras que não fazia "humor a favor". E, até por causa disso, acabou levando bordoada da ditadura Vargas e cunhando aquele cartaz famoso
no dia seguinte à pisa:"entre sem bater".
Fiz ali um paralelo explícito com o humor de hoje, especificamente o televisivo criado pelos Cassetas.
Um tipo de humor que, para mim, não fede e nem cheira. E que, quando critica algo, ajuda mais a reforçar a imagem do criticado do que o desanca.
Logo vieram os patrulheiros de plantão, me chamar de invejoso e até de "raté".
Ok, ok, os cães ladram e a caravana passa.
Digo e repito. Não vejo graça nos Cassetas. E parece que ninguém, exceto a Globo, acha.
Eles não são aquele tipo de humorista metido a livre-pensador, nos quais o Nelson Rodrigues metia o mallho ( e com razão), procuram até ser jocosos. E, mesmo com os mirabolantes efeitos em cascata da Mamãe Globo, o resultado é um papai-mamãe entediante.
Parecem um bando de meninos fazendo gracinha na frente do diretor da Escola de Primeiro Grau Jornalista Roberto Marinho.
Também não acho que isso tenha a ver com o fato deles estarem na Vênus Platinada. Os Phyton estavam na BBC e foram devastadores à sua maneira.
Tem a ver, segundo eu mesmo, com acomodação e falta de culhão.
Aposto que se botassem Hermes & Renato no mesmo horário, a graça e o Ibope aumentariam em progressão geométrica. Duvida?




Escrito por Castelo às 15h04
[] [envie esta mensagem
]



Pílulas de Sabedoria do Dr Shibata

O importante na vida é fazer o que se gosta.

Eu gosto de matar velhinhas e judiar de mulheres em geral.



Escrito por Doutor Shibata às 10h29
[] [envie esta mensagem
]



CAMPANHA

CHEGA DE CUECA !

VAMOS CRIAR O BICHO SOLTO !



Escrito por Pituco às 20h43
[] [envie esta mensagem
]



Escolha sua secretária

Para quem está iniciando na área de administração de empresa, esse site  ensina a escolher bem sua secretária! Divirta-se!

Escrito por Lizoel às 16h42
[] [envie esta mensagem
]



VOLTA CASSIANO RODA!

Pena que não tenho nenhuma foto dele pra postar. E foto de macho eu só ponho mesmo a do elenco do Bróqui Béqui.
Mas o sujeito tem 1 metro e 78 centímetros, longilíneo, barriga de chope e um bigodinho completamente canastrão.
Foi meu co-editor no jornal "O Matraca" - profanado pelo post do Lizoel abaixo - co-autor de Concheta (é dele a idéia da linha de contrabaixo forte, à la "Oh Darling", dos FabFour, e deu no que deu) e capista de primeira hora de vários discos linguísticos. Destaque para o azulão, o do palhaço chorando e o sutil e impagável "Como é bom ser Punk".
O nome da figurinha carimbada é Cassiano Roda. A última vez que foi visto estava vendendo esfihas e quibes "habib's style" no comércio informal do bairro do Pari.
Vê se aparece, Roda. Senão tu vais rodar nos direitos autorais da "Concheta". É aparecer, assinar os papéis da Editora, mandar todo mundo se ferrar ( em seu velho estilo paranóide) e voltar pro Brás.
Agora, se alguém souber do paradeiro do Roda, por favor, mande um e-mail aqui pro BDL. Não vai ganhar prêmio nenhum que nós nem começamos e já está tudo no vermelho. Mas vai fazer uma ótima ação. Como diria Laert "Heródoto" Sarrumor: "Cassiano é gente que faz o Língua de Trapo".






Escrito por Castelo às 15h49
[] [envie esta mensagem
]



Habemus Bossa

Como trilha sonora do affair eclesiástico retratado no post abaixo ouça aqui O papa, paródia da música "O Pato", composta por Guca Domenico, tocada por Ayrton Mugnaini Jr. e interpretada por esse Sarrumor.

Foi ao ar na Rádio Matraca ainda na época do papa polaco, no auge do sucesso do padreco do Terço Bizantino.



Escrito por Laert Sarrumor às 12h53
[] [envie esta mensagem
]



Memórias da Boca do Lixo

E na continuação das memórias da Boca do Lixo onde o Castelo fez sua graduação em cinema, posto abaixo, uma fotonovela da edição nove do Matraca para provar pra vocês que é a mais pura verdade a relação dele, Castelo, com o Cinema Nacional. Essa fotonovela, da qual sou um dos atores ao lado do Cassiano Roda e da Atriz de Pornochanchada Ely Silva, foi feita em um dos estúdios onde Castelo estagiava. Foi minha primeira e única experiência dramática e quase pornográfica, já que nas sessões de foto estávamos, eu e a Ely quase nus, o que foi "ligeiramente" editado pelo Cassiano que, inclusive colocou um chumaço de barba em sí próprio para não ser reconhecido pela consorte na época, brava que dava medo. Cassiano, se estiveres vendo esse blog, me perdoe... Te entreguei bitchô!



Escrito por Lizoel às 15h22
[] [envie esta mensagem
]



Flagra

A versão oficial é a seguinte: o Triunvirato de compositores do Língua De Trapo (Guca, Castelo e Sarrumor) foi flagrado pela câmera indiscreta de Roberto Moreno compondo em plena rua, no bairro de Pinheiros, uma nova música ("Aspirine Blues", segundo consta).

Na verdade, é tudo fachada. Todos sabemos que Castelo é o chefão do Jogo do Bicho na Cristiano Viana, e foi pego passando o resultado da Paratodos para seus dois apontadores. Sarrumor virou o rosto ao ser flagrado, na vã tentativa de não ser reconhecido.

Essa versão eu atesto e dou fé. Cansei de fazer uma fezinha no chalé desses tipos.



Escrito por Doutor Shibata às 11h30
[] [envie esta mensagem
]



E a Moviola?

Morre em SP o documentarista Primo Carbonari.

Com a Palavra, Castelo que aprendeu a fazer cinema com ele!



Escrito por Lizoel às 14h15
[] [envie esta mensagem
]



Descoberta a verdadeira identidade do Zé do Boné!



Escrito por Lizoel às 10h19
[] [envie esta mensagem
]



A PICADA DO MOSQUITO

DEKASSEGUI É DOENÇA

extraído da coluna semanal (1996~98),"A PICADA DO MOSQUITO" (Jp.28/fev/98),JTB.

A mídia atual usa apenas dois critérios de classificação: "out" e "in".Tudo o que não acompanha a ditadura imposta por ela é "out", "brega", "carne de vaca".E tudo o que segue seus ditames e tendências, sem questionamentos e dúvidas, é considerado "in", "chique" e "moderno".

No mundo das bactérias e dos vírus não poderia ser diferente.

Contrair uma doença também tem o seu glamour.Não vá pensando o leitor que morrer infectado por qualquer vírus é "in".Chique mesmo é padecer com uma doença que está na moda.

Saiba tudo nessa coluna sobre a epidemia mais moderna e "in" que acomete a mão-de-obra estrangeira, no Japão.E assim, você poderá morrer de uma maneira chiquèrrima.

Nome da doença: casa propriuns sonhus consumismis desvairadus

Nomenclatura popular: dekassegui

Nome do vírus: yenes okanis

Formas de contágio: conta bancária ausente; falta de emprego no Brasil; assumir uma nacionalidade com passaporte de outro País.

Sintomas: perda de identidade, humanismo, amigos, saúde, idioma e adoração mórbida pelos cifrões.

Profilaxia: ainda não se descobriu uma terapia ou vacina eficaz.De qualquer maneira, acredita-se que manter o bom humor e os princípios éticos básicos sejam uma forma de evitar o contágio.Além, é claro, de se ter a passagem de volta sempre reservada na agência de sua preferência.

Tony "Pituco" Freitas já contraiu a Febre Amarela...mas, aquela bem brasileira!



Escrito por Pituco às 00h42
[] [envie esta mensagem
]



Só podia ser lá!

Vocês conseguem advinhar onde fica o lugar mais longe do Planeta? Confiram no mapa abaixo!!

 



Escrito por Lizoel às 22h13
[] [envie esta mensagem
]



SEU KU TRADUZ A MPB

Lady Laula
(Loberto i Elasmo)


Tenio vez vontadi di sêro

Novamenti un mi ni nu

E no hora du minha desespelo

Glitar pur vojê

Te pediro ki mi ablace

E mi réve di vorta plo kaza

I mi konti un istólia bonito

E mi faz dormiro

Só kelia ouviro seu voz

Mi dizendu solindo

Aporoveita tem pu

Vojê inda mi ni nu

Apesaro distâncio i du tem pu

Eu num podi eskondero

Tudo isso eu às vez precisu eskutaro de vojê


Lady Laula, mi réve pla kaza

Lady Laula, mi konta un istólia

Lady Laula, mi faz dormiro

Lady Laula!

Lady Laula, mi réve pla kaza

Lady Laula, mi ablace fóti

Lady Laula, mi faz dormiro

Lady Laula!


Escrito por Seu Ku às 18h48
[] [envie esta mensagem
]



QUALQUER NOTA

Arnaldo Jabor está se transformando rapidamente no maior dos nossos cronistas menores.

Escrito por Castelo às 18h20
[] [envie esta mensagem
]



NOTÍCIAS DO NIHON

a verdadeira imprensa nanica


" A japinha é um violão "


Nada na frente, nada atrás e um umbigo desse tamanho, óh!


Japoneses são unidos "


Os japoneses precisam estar sempre juntos, pra mostrar ao mundo com quantos paus se faz uma canoa !


Hai kai do dia "


à noite, assim como durante o dia,


todos os japoneses são amarelos.


Aprendendo essa língua maldita "


OTSUKARESAMADESHITÁ (cumprimento ao se dividir uma mesma jornada de trabalho - "valeu seu esforço"!)


diga: " OS CARAS SÃO MAUS, DEIXA ESTAR "!


DOMO ARIGATÔ GOSAIMASHITÁ (muito obrigado)


diga: " THANK YOU VERY MUCH " OU " THANKS A LOT ".


a qualquer momento, menos notícias.



Escrito por Pituco às 04h42
[] [envie esta mensagem
]



JACKASS NO DF

Diante de mais uma trapalhada do (des)governo Lula (Palocci, caseiro, quebra de sigilo, PF etc), sugerimos algumas outras possíveis pantomimas a serem usadas futuramente.

Palácio do Planalto – Exterior – Dia

O presidente, o vice e algum ministro descem a rampa palaciana. O ministro simula que escorregou numa poça de água e cai de bunda no chão. O presidente faz de conta que se chocou com o ministro, cria um desequilíbrio repentino e também rola pela rampa. O vice tentar salvar os dois do tombo e rasga as calças.
No fim da rampa, os três se levantam, sacodem a poeira dos ternos e, sorrindo, agradecem os aplausos da platéia de curiosos.


Jantar com Empresários – Interior - Noite

Na hora da sobremesa, um dos ministros pede uma manga ao garçom.
Ao enfiar o garfo nela, engana os convivas fazendo com que a manga pareça escorregadia. Num movimento rápido, vira o garfo para trás conseguindo que a fruta dê um sobrevôo por sobre a mesa. Se a manga acertar os jornalistas que cobrem o evento, melhor.

Reunião do Copom – Exterior – Dia

Grupo de estudos governamental permanece reunido por dias para chegar à taxa de juros daquele mês. Centenas de jornalistas reunidos à porta esperando pelo resultado das conversações.
Segurando um cartaz com o novo valor dos juros, técnico do governo repentinamente salta do vigésimo-sete andar do prédio em um bungee-jumpee para dar ênfase de que a taxa cairia naquele período.

Indústria de Automóveis – Interior –Dia

Numa viagem futura à China/Rússia/Índia, presidente e ministros solicitam visita à uma indústria de automóveis.
O ministro do Exterior, de repente, se joga numa esteira rolante e sai se movendo pelas dependências da fábrica. Depois salta da esteira, pula para a ponta de um guindaste e, aos gritos de “baaaanzai!”, dá um salto triplo sobre o cerimonial do país estrangeiro.


Escrito por Castelo às 14h42
[] [envie esta mensagem
]



Vacine seu peru

Mais uma "autorizada" pelo Castilho:

Cuidado!

Gripe aviária também é transmitida

de pinto para periquita!



Escrito por Laert Sarrumor às 12h39
[] [envie esta mensagem
]



Ano Feliz

Estou pensando em efetivar nossa leitora Fatima Feliciano como resumidora-resenhista dos shows do Língua.

Isso aqui ela escreveu sobre o show de ontem:

Lindo o show de Tarancón e Língua de Trapo no MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA....é claro que eles cantaram TUDO PARA O PARAGUAI logo na abertura, ainda com o Tarancón no Palco...Era absolutamente previsível...Imprevisível foi o final emocionante com os dois grupos cantando Mira Ira... Destaque para a presença de várias gerações de componentes do Língua no palco...Guca Domenico (da primeira geração, com duas novas músicas) e Cacá Lima (geração intermediária, impecável nos vocais de Força do Pensamento e no violão acústico em Mira Ira)...

 

Então tá.



Escrito por Laert Sarrumor às 12h33
[] [envie esta mensagem
]



PLÁGIO

A editora Desiderata está colocando nas livrarias o primeiro volume de uma reedição em livro do "O Pasquim", começando em 1969 até a útima edição. Adquiri a brochura com o Otiniel, da banquinha do Barbacena, e me pus a lê-la durante o fim de semana. A conclusão que cheguei foi a de que Paulo Francis, Ziraldo, Jaguar, Tarso de Castro, Luiz Carlos Maciel, Sérgio Cabral, Ivan Lessa e Millôr Fernandes chuparam descaradamente o "O Matraca". Indignei, sô.



Escrito por Castelo às 11h28
[] [envie esta mensagem
]



Deu no UOL:

 

Na França, Ex-campeã mundial de atletismo, foi detida por morder ... dois policiais

Pois é... Na terra de De Gaulle, as cachorras são atletas bem mais preparadas que as nossas funkeiras!



Escrito por Lizoel às 21h56
[] [envie esta mensagem
]



SEICHO KU IÊ DO DIA

Pi men ta ku dus otoro ê leflesku.



Escrito por Seu Ku às 13h25
[] [envie esta mensagem
]



LOKASA

Gravando o programa, CLUBE DO DESABAFO, transmitido, todos os domingos, a partir das 20h(horário Jp), pela http://www.radiomaxima.net , vejam só que coincidência encontrei...


Ouça aqui


Música de Jun Miyake,CD 'Glam Exotica'.


namaste



Escrito por Pituco às 02h14
[] [envie esta mensagem
]



Abstêmio

Ganhei colarzinho no Blogueiros Anônimos: sete dias sem postar nada.

 

O pior é que ninguém percebeu.

 

(Não falte ao trabalho. Podem perceber que você não tem importância.)

 

Em 1976, eu tinha um amigo padre, pároco da Igreja de Santo Amaro, que vivia repetindo, principalmente aos órfãos e às viúvas:

“Ninguém faz falta a ninguém. É só uma questão de sugestionamento”

 

Sábias palavras, reverendo. Sábias palavras...


Escrito por Laert Sarrumor às 14h17
[] [envie esta mensagem
]



Confete é bom e nóis gosta

Quem viu a gente quinta no Mulheres? Nossa leitora Fatima Feliciano viu e comentou:

 

Meninos do Língua de Trapo:
Vcs estavam lindos de Village People... - o Serginho Gama parecia ter chegado diretamente de Brobeck Mountain para o programa...
Guca Domenico esteve impecável com seu colete brocado francês e sua interpretação única cantando... Laert?! Laert é fora de concurso...

Que concurso, Fatima? Pelo que lembro não me inscrevi em nenhum.



Escrito por Laert Sarrumor às 14h16
[] [envie esta mensagem
]



Pra dar Azia

Essa vai especialmente pro Castilho, que me autorizou a publicar piadas aqui:

 

A loira chega toda nervosa...

- Ih, amiga, estou apavorada com esse negócio da gripe do frango!
Eu adoro frango, será que eu vou ter que parar de comer ?

- Não se preocupa não. Esse negócio de gripe do frango só dá na Ásia.

 

- Puxa, logo a parte que eu gosto mais!!!


Escrito por Laert Sarrumor às 14h15
[] [envie esta mensagem
]



Carusos I

Logo mais, às 21:00h, eu e Sergio Gama estaremos participando do show de Paulo e Chico Caruso, no belíssimo Teatro São Pedro. O acompanhamento é do Conjunto Nacional, onde tocam Luiz Fernando Veríssimo e o cartunista Aroeira, nos saxofones. Très chic!





Nossa amizade com os Carusos Brothers começou no começo dos anos 80, como comprova a foto abaixo, onde este Sarrumor debulha o Fado da Falência (de Guca e Castelo), no Café Piu-Piu, com Paulo, Chico e o notável Ruy Fernando Barboza, autor de “Pederasta, grande hit lingüístico.





Escrito por Laert Sarrumor às 14h13
[] [envie esta mensagem
]



Carusos II

No Rio de Janeiro, ruas são interditadas pela televisiva guerra de traficantes com a polícia, incentivada pela mídia e fomentada pela burguesia cheiradora carioca.

 

Por aqui, foi interrompida a Avenida Brasil, página de cartuns que Paulo Caruso publicava há 25 anos na revista Isto É.

 

Abaixo, trechos de um irônico e emocionado texto de despedida e o último desenho publicado.

 

Tudo começou, há vinte e cinco anos atrás, com um botequim.

 

        O Bar Brasil, criado à imagem e semelhança do boteco que abrigava nossas reuniões de pauta no baixo-lapa, seria o ponto de encontro entre a situação e oposição dividida pelo regime militar...

 

        ...No final dos anos oitenta comecei a publicar a página semanal com meus próprios argumentos e roteiros...

 

        ...Nasceu então a Avenida Brasil, uma imagem da transição pela via das dúvidas, como intitulei na primeira coletânea da série...

 

        ...Há dias atrás soube da intenção do editor de encerrar minha colaboração.

 

Depois do choque compreensível pra quem fez desse universo uma página da nossa história política ao longo de vinte cinco anos, me surpreendi feliz pela etapa cumprida em nossa transição rumo à democracia neste país.

 

Sobrevivi, ao longo desse período, a uma dezena de diretores de redação que sempre compreenderam e participaram alegremente desse desafio de criatividade que a revista semanalmente nos impunha.

 

Mais do que isso, pra quem durante tempo fez da sua vida uma avenida, não há por que temer o olho da rua...

 

 



Escrito por Laert Sarrumor às 14h03
[] [envie esta mensagem
]



Arriba, muchachos!

Amanhã, 20:00h, tem o antológico encontro do Tarancón com o Língua de Trapo, no Memorial da América Latina.

 

Pode não parecer, mas os dois grupos têm muita coisa em comum. Além do forte conteúdo social e político das letras, o traço principal que une os dois grupos é o bom humor que permeia seus trabalhos. No caso do Língua, de uma forma assumida e escancarada. O Tarancón, que pra todos os efeitos é um grupo dedicado à música regional e latino-americana, traz essa veia humorística na alegria e descontração de suas apresentações. Tanto é que dois de seus componentes – um ex e um que ainda permanece – acabaram formando a hilária dupla Jica y Turcão, com um trabalho assumidamente de humor e que, vira e mexe, participa dos shows do Língua de Trapo.

 

 

Ouça aquiBom Dia”, composição da inusitada dupla Gilberto Gil e Nana Caymmi, música que dá título ao disco do Tarancón, de 1980, e que traz a lindíssima voz de Miriam Mirah no vocal solo.

 

E ouça aqui a hilária “Valsa Sem Vergonha”, do CD “Música de Relaxo”, de Jica y Turcão.


Escrito por Laert Sarrumor às 13h53
[] [envie esta mensagem
]



Parafraseando Zagalo

Ao ser confirmado como o candidato tucano à presidência da república, o Picolé de Chuchu teria dito a frase:

 

“VOCÊS VÃO TER QUE ME CHUPAR!”


Escrito por Laert Sarrumor às 13h49
[] [envie esta mensagem
]



Falando nisso...

 

Picolé de Chuchu” (ouça aqui) e “Jeferson’s Blue” (ouça aqui) são duas novíssimas composições de Guca Domenico que serão apresentadas no show Língua de Trapo Acústico, segunda, dia 20, no Sesc do Carmo (pra você não ficar nervoso...)



Escrito por Laert Sarrumor às 13h48
[] [envie esta mensagem
]



SEICHO KU IÊ DO DIA

Pau ki nasce torotu, plecisa ir ulolozista.

Escrito por Seu Ku às 12h11
[] [envie esta mensagem
]



À FLOR DA PELE

 Sinto falta de 'Seu Ku' e 'Seu Pinto'....

Escrito por Pituco às 03h41
[] [envie esta mensagem
]



SOBRE PRESIDENTES

Depois do presidente pai-dos-pobres, do presidente bossa-nova, do presidente bêbado, do presidente milico, do presidente-sociólogo e do presidente-operário, chegamos ao nosso ápice: o presidente chuchu-beleza.

Escrito por Castelo às 18h33
[] [envie esta mensagem
]



Questão de ponto de vista

Deu no Le Monde:


Não é 68, mas os jovens franceses estão nas ruas!


No Brasil também, principalmente nos semáforos, nas filhas de desemprego e embaixo dos viadutos!


 


Escrito por Lizoel às 08h47
[] [envie esta mensagem
]



E POR FALAR EM ALCKMIN...

CHUCHU RECHEADO COM OVOS

Ingredientes:
4 chuchus pequenos (escolha os menores)
4 ovos cozidos e picados
folhas de 5 ramos de salsinhas picadas
sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Modo de Preparo:
Raspe a casca dos chuchus, parta-os ao meio no sentido do comprimento e elimine as sementes com parte do miolo. Coloque-os numa panela com água fervente e cozinhe por 20 minutos (devem ficar firmes). Retire do fogo, escorra a água e recheie-os com os ovos temperados com a salsinha e o sal. Salpique a pimenta-do-reino e sirva em seguida com salada de alface e rodelas de cebola.

Fonte: Revista Menu

SUFLÊ DE CHUCHU E NOZES


Ingredientes:
4 chuchus médios
1 alho-poró pequeno
1 tomate médio sem pele e sem sementes
3 xícaras (chá) de leite integral
3 colheres (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
3 ovos
1 colher (sopa) de molho de tomate
3 colheres (sopa) de nozes picadas
4 colheres (sopa) de farinha de rosca
sal a gosto

Modo de Preparo:
Retire as extremidades dos chuchus, lave-os, descasque e corte em cubos de 1 cm. Limpe o alho-poró, elimine as extremidades, lave e pique grosseiramente. Pique o tomate finamente. Leve ao fogo baixo uma panela com o chuchu, o alho-poró e o leite. Cozinhe, mexendo de vez em quando, por 25 minutos, ou até o chuchu ficar macio. Retire do fogo, despreze o alho-poró (use-o para fazer refogados) e escorra o chuchu com o leite numa peneira apoiada numa tigela. Reserve 1 1/2 xícara (chá) de leite. Derreta 2 colheres (sopa) de manteiga numa panela, polvilhe a farinha de trigo e doure, sem parar de mexer, por 2 minutos. Continue mexendo e acrescente, aos poucos, o leite reservado. Cozinhe por mais 5 minutos, até obter um creme ralo. Retire do fogo e peneire as gemas sobre a panela com o creme. Junte o chuchu, o molho de tomate, o tomate picado, as nozes e o sal. Ligue o forno à temperatura média. Volte a panela ao fogo e cozinhe, mexendo de vez em quando, por 5 minutos, ou até obter um creme bem encorpado. Retire do fogo, transfira para uma outra tigela e, assim que amornar, acrescente as claras em neve. Misture delicadamente até ficar homogêneo e acerte o sal. Com a manteiga restante, unte 6 assadeiras refratárias, próprias para suflê, com capacidade para 150 ml cada uma e polvilhe a farinha de rosca. Despeje o creme e leve ao forno por 25 minutos, ou até o suflê dourar. Sirva imediatamente.

Fonte: Revista Água na Boca


Escrito por Castelo às 10h12
[] [envie esta mensagem
]



Como Conquistar uma Japinha em 10 Etapas


Nota: extraído da coluna semanal, "A Picada do Mosquito" (Tony 'Pituco' Freitas/5-abr-97), JTB.


Quantas vezes você tentou conquistar uma japinha, sem que a paquera obtivesse sucesso, hein!? Provavelmente, 99% das vezes a sua paixão não foi correspondida, não é mesmo? E o resultado é aquela sensação de derrota.Aquela sensação de se ter perdido a velha e boa forma pra se fisgar a gatinha.


Caro, leitor, não se culpe! O problema não está em você, acredite! O problema está no método utilizado durante a conquista.


Aposto que o leitor cai 'babando' em cima da japonesinha, com aqueles olhos de Conde Drácula.Não adianta nada disso.A japa vai ficar assustada e sair gritando...'kowai,kowai(que medo!), rena gaijin tsukebê' (estrangeiro tarado!).


Ora,ora, leitor, o buraco é mais em baixo...'gaman'(paciência) e 'gambatê' (ir à luta) são as palavras mais utilizadas por aqui.Não poderia ser diferente na paquera à japonesa.Saiba, então, como conquistar uma japinha, em dez etapas, sem que você tenha que plantar bananeira ou jurar de 'pés juntos' que você paga a conta do restaurante.Boa sorte!


Etapa 1: comece mudando a maneira de se vestir.Tudo que for extravagante e exagerado chama a atenção da japa.Experimente uma calça cinco vezes maior do que seu manequim, acinturada abaixo do rego, com metade da cueca aparecendo.Deixe a barra arrastar pelo chão como se fosse o véu da noiva.Camiseta cinco vezes menor do que seu número normal, deixando o umbigo de fora, devidamente, puída e descolorida pela sujeira.Tênis sem cadarço e boné enterrado até o nariz completam o modelito.Alguns costumam acrescentar óculos escuros, durante o dia sobre a nuca, durante a noite sobre os olhos.Brincos em qualquer parte do corpo, menos nas orelhas.Se você for corajoso, corte e apare as sobrancelhas e faça mechas no cabelo, bonecão!


Etapa 2: escolha uma japonesa como alvo.E não desvie o olhar para outras.Você poderá não saber mais quem é quem.As japonesas não apenas se parecem, fisionomicamente, como também se vestem iguaizinhas.Chega a dar a impressão de que todas compraram a roupa na mesma loja, cortaram o cabelo no mesmo salão e aprenderam a falar com a mesma professora.É inacraditável!


Etapa 3: use gírias em seu 'nihongo'(japonês).Um pouquinho de sotaque inglês cairá melhor.Por exemplo, ao invés de 'sugoi' (demais!), diga, 'sugêêê'! Não diga 'hontoni'? (verdade?) e sim, 'magidêêê'? 'Yada' (horrível!), substitua por, 'so beri bédu' (so very bad).Abreviações também são bem-vindas.Por exemplo, 'Roppongi no kosaten' (no cruzamento de Roppongi), diga, 'Ropponkosa'.


Etapa 4: após o primeiro contacto, deixe o número de seu 'keitai' (celular).Importante, caso você ainda não tenha um, favor adquirir, imediatamente.Telefones fixos e convencionais não são 'osharê' (charmosos).


Etapa 5: aguarde ela telefonar.


Etapa 6: continue aguardando.


Etapa 7: esperança, garoto! esperança é a última que morre!


Etapa 8: aguentar firme.


Etapa 9: pra não ficar 'de bobeira', enquanto você espera, vá exercitando a metodologia com outras japinhas.


Etapa 10: ela é quem lhe telefonou.Marque o encontro.E tenha certeza que você venceu.Importante: a japinha apaixonada é como aquela telefonista vendendo um plano de desconto pra suas ligações internacionais.Ou seja, não dão uma folga.E, infelizmente, não desenvolveram um método eficaz para evitar que uma japinha bem-amada deixe de ' pegar no seu pé'.


Tony Freitas dá a dica, porém não se compromete com a taxa de vexame.



Escrito por Pituco às 03h15
[] [envie esta mensagem
]



[ Ver arquivos anteriores ]