BLOG DO LÍNGUA
 
 
Página Inicial
Apresentação
Discografia
Trajetória
Disk-Língua
Família Trapo
Vídeos
Rádio Matraca
Agenda
Cont(r)atos
Cadastro


Blog
Fotoblog

Busca no Blog
 

Indique este blog
Dê uma nota

Links
Língua de Trapo
Fotoblog do Língua
Castelorama
Privadas do Mundo
Mini Blog do Big Mug
Nunca se Sábado
Rádio Matraca
Dadá Coelho
Blog do Pituco
Música & Letras
Blog genérico
Miss Grace Black
Blog do Castilho
Folha de Cima
Guca
Peças Raras
Stockadas
Cifras de músicas do Língua de Trapo
Língua de Trapo no Palco MP3
Radioriatoa - pituco
PENSAMENTOS DIVERGENTES - Ruy Fernando Barboza
A Hora do CLICK
Ana de Amsterdam

Arquivos
16/07/2011 a 31/07/2011
01/05/2011 a 15/05/2011
01/03/2011 a 15/03/2011
01/02/2011 a 15/02/2011
16/01/2011 a 31/01/2011
16/12/2010 a 31/12/2010
01/12/2010 a 15/12/2010
16/11/2010 a 30/11/2010
01/11/2010 a 15/11/2010
16/10/2010 a 31/10/2010
01/10/2010 a 15/10/2010
16/09/2010 a 30/09/2010
01/09/2010 a 15/09/2010
16/08/2010 a 31/08/2010
01/08/2010 a 15/08/2010
16/07/2010 a 31/07/2010
16/06/2010 a 30/06/2010
01/06/2010 a 15/06/2010
16/05/2010 a 31/05/2010
01/05/2010 a 15/05/2010
16/04/2010 a 30/04/2010
01/04/2010 a 15/04/2010
16/03/2010 a 31/03/2010
01/03/2010 a 15/03/2010
16/02/2010 a 28/02/2010
01/02/2010 a 15/02/2010
16/01/2010 a 31/01/2010
01/01/2010 a 15/01/2010
16/12/2009 a 31/12/2009
01/12/2009 a 15/12/2009
16/11/2009 a 30/11/2009
01/11/2009 a 15/11/2009
16/10/2009 a 31/10/2009
01/10/2009 a 15/10/2009
16/09/2009 a 30/09/2009
01/09/2009 a 15/09/2009
16/08/2009 a 31/08/2009
01/08/2009 a 15/08/2009
16/07/2009 a 31/07/2009
01/07/2009 a 15/07/2009
16/06/2009 a 30/06/2009
01/06/2009 a 15/06/2009
16/05/2009 a 31/05/2009
01/05/2009 a 15/05/2009
16/04/2009 a 30/04/2009
01/04/2009 a 15/04/2009
16/03/2009 a 31/03/2009
01/03/2009 a 15/03/2009
16/02/2009 a 28/02/2009
01/02/2009 a 15/02/2009
16/01/2009 a 31/01/2009
01/01/2009 a 15/01/2009
16/12/2008 a 31/12/2008
01/12/2008 a 15/12/2008
16/11/2008 a 30/11/2008
01/11/2008 a 15/11/2008
16/10/2008 a 31/10/2008
01/10/2008 a 15/10/2008
16/09/2008 a 30/09/2008
01/09/2008 a 15/09/2008
16/08/2008 a 31/08/2008
01/08/2008 a 15/08/2008
16/07/2008 a 31/07/2008
01/07/2008 a 15/07/2008
16/06/2008 a 30/06/2008
01/06/2008 a 15/06/2008
16/05/2008 a 31/05/2008
01/05/2008 a 15/05/2008
16/04/2008 a 30/04/2008
01/04/2008 a 15/04/2008
16/03/2008 a 31/03/2008
01/03/2008 a 15/03/2008
16/02/2008 a 29/02/2008
01/02/2008 a 15/02/2008
16/01/2008 a 31/01/2008
01/01/2008 a 15/01/2008
16/12/2007 a 31/12/2007
01/12/2007 a 15/12/2007
16/11/2007 a 30/11/2007
01/11/2007 a 15/11/2007
16/10/2007 a 31/10/2007
01/10/2007 a 15/10/2007
16/09/2007 a 30/09/2007
01/09/2007 a 15/09/2007
16/08/2007 a 31/08/2007
01/08/2007 a 15/08/2007
16/07/2007 a 31/07/2007
01/07/2007 a 15/07/2007
16/06/2007 a 30/06/2007
01/06/2007 a 15/06/2007
16/05/2007 a 31/05/2007
01/05/2007 a 15/05/2007
16/04/2007 a 30/04/2007
01/04/2007 a 15/04/2007
16/03/2007 a 31/03/2007
01/03/2007 a 15/03/2007
16/02/2007 a 28/02/2007
01/02/2007 a 15/02/2007
16/01/2007 a 31/01/2007
01/01/2007 a 15/01/2007
16/12/2006 a 31/12/2006
01/12/2006 a 15/12/2006
16/11/2006 a 30/11/2006
01/11/2006 a 15/11/2006
16/10/2006 a 31/10/2006
01/10/2006 a 15/10/2006
16/09/2006 a 30/09/2006
01/09/2006 a 15/09/2006
16/08/2006 a 31/08/2006
01/08/2006 a 15/08/2006
16/07/2006 a 31/07/2006
01/07/2006 a 15/07/2006
16/06/2006 a 30/06/2006
01/06/2006 a 15/06/2006
16/05/2006 a 31/05/2006
01/05/2006 a 15/05/2006
16/04/2006 a 30/04/2006
01/04/2006 a 15/04/2006
16/03/2006 a 31/03/2006
01/03/2006 a 15/03/2006
16/02/2006 a 28/02/2006
01/02/2006 a 15/02/2006
16/01/2006 a 31/01/2006


XML/RSS Feed
O que é isto?

leia este blog
no seu celular




UOL Blog





layout do blog
produzido por REC
 

TESTE DO CAFÉ

Fala-se de anfetaminas, alcalóides, barbitúricos. Mas café demais também pode deixar você completamente abilolado. E com um hálito de urso polar na ressaca. Para saber se está bebendo demais, sugerimos que participe agora do teste exclusivo do BDL para saber se sofre de cafeinomania. É só checar se alguns dos sintomas a seguir tem a ver com você:

- Você não pisca desde o revéillon de 1997;

- Você atende a campainha antes dela tocar;

- Você costuma assistir filmes no videocassete em fast-forward;

- Você escuta “Ratos de Porão” para relaxar;

- Seu médico precisa de uma calculadora HP para medir sua pulsação;

- Você vai ao supermercado apenas para tomar cafezinho grátis;

- As pessoas vivem pedindo para testar pilhas e lâmpadas no seu ouvido;

- Você se embriaga freqüentemente só para tomar um café amargo duplo depois do porre;

- Você tem uma fotografia de sua caneca de café em cima da mesa do escritório;

- Após escovar os dentes, você faz gargarejo com café;

- Você consegue jogar ping-pong sozinho.

Se respondeu “sim” a todas às questões, você é um cafeinômano crônico. Procure a sede dos “Vigilantes do Coador” mais próxima de sua casa e lembre-se: “diga não à primeira xícara do dia”.

Escrito por Castelo às 13h28
[] [envie esta mensagem
]



DA SÉRIE "GRANDES MERDAS - E EU COM ISSO?"

Show da banda Oasis no estacionamento do Credicard Hall.

Escrito por Castelo às 13h23
[] [envie esta mensagem
]



EXTRA ACOUSTIC (1993~95)


O "Extra Acoustic" foi a primeira banda multiétnica, no Japão, que pelo próprio repertório e formação "não" confundiu M.P.B. com Música Pra Pular Brasileira.(Pituco) 



Escrito por Pituco às 23h50
[] [envie esta mensagem
]



FILMES QUE EU GOSTARIA DE FAZER

NARINAS COM CREME

Filme de sexo explícito onde a napa de Barbra Streisand seria a personagem principal. A voz do nariz seria dublada por Woody Allen.


Escrito por Castelo às 14h26
[] [envie esta mensagem
]



Em meio a tantas discussões sobre a real identidade da(o) Loucaça, arrisco um palpite sobre a possíve imagem do porte dessa nobre blogueira. confira na foto abaixo!



Escrito por Lizoel às 19h54
[] [envie esta mensagem
]



Segundo informações quentes do meu amigo, o colunista Zé do Quiabo, mais de 400 pescadores lotaram a Assembléia Legislativa em Campo Grande, em meio à discussão sobre o projeto do deputado Akira Otsubo (PMDB) amenizando as proibições feitas à pesca profissional no Estado: O grande comentário da sessão ficou por conta de um pescador atônito com tanto lero lero: "Nossa, aqui parece um paraíso da pesca, como tem peixe graúdo. Nós somos pescadores e eles é quem contam estórias". Perfeita definição!!

Escrito por Lizoel às 19h30
[] [envie esta mensagem
]



Que TONQ é?

Tudo é tosco:


O nome: TONQ (Tosqueira Ou Não Queira)


O site.


O CD: Que TONQ é?


A entrevista com eles na Rádio Matraca.


O Blog de Ayrton Mugnaini Jr, um dos integrantes da banda.


Como todos sabem, Ayrton é compositor de vários hits linguísticos, como "O Homem da Minha Vida", "Conformática" e "Os Metaleiros Também Amam" (em parceria com Carlos Melo, o Castelo).



Em parceria com Wilson Rocha (a dupla de lindões aí da foto, ambos integrantes do TONQ) compôs "Acalanto" e "Eu Amo Esse Homem" (Estrelinha do PT).


É a vida...



Escrito por Laert Sarrumor às 18h09
[] [envie esta mensagem
]



A melhor!

Sei que vocês detestam que a gente copie e cole piadinhas aqui. Mas essa é irresistível. Gostaria muito de tê-la escrito:

Por absoluta falta de assunto, Lula puxa conversa com Rainha Elizabeth II : 

- A senhora é parente do Zé?

- Que Zé?

- Zé Rainha, porra!!!

 



Escrito por Laert Sarrumor às 17h01
[] [envie esta mensagem
]



SAPO JURURU

SAPO JURURU (Tony "Pituco" Freitas/Ricardo "Azeitona" Sagioratto)

Execução: EXTRA ACOUSTIC (set/95)

Nota 1:

Uma canção infantil que conta a estória do Sapo jururu que, todas as noites, vai tentar namorar a Lua.Como a Lua está distante, o Sapo Jururu não consegue beijá-la.Por isso, todas as noites, ele chora apaixonado.Até que suas próprias lágrimas formam um pequeno brejo.Assim, a luz da sua amada reflete nessas águas turvas e o Sapo Jururu sai pra nadar e, agora sim, já pode beijar sua amada Lua.(Pituco)

Nota 2:

A introdução dessa canção é feita por Shen Ribeiro (músico brasileiro graduado pela Universidade de Tokyo), integrante do grupo Extra Acoustic.

Shen está tocando "Shakohachi"(lê-se 'chacorratchi'), flauta tradicional japonesa, feita de bambu, tocada com um chapéu de palha no formato de cone, cobrindo toda a face do executante a fim de que o som do instrumento reverbere dentro desse chapéu.

Nota 3:

O sapo, assim como outros tantos animais, são elementos sagrados da crença xintoísta japonesa.O sapo (Kaeru, que também é o infinitivo do verbo 'voltar') é aquele que retorna pra casa, trazendo fartura e prosperidade.

OUÇA AQUI....

namaste



Escrito por Pituco às 00h08
[] [envie esta mensagem
]



ATRASADO....

 Parabéns pelo Dia Internacional da Costela de Adão!

 namaste



Escrito por Pituco às 21h29
[] [envie esta mensagem
]



Acordando no dia 8 de Março


E pra homenageá-las, vou repetir o que meu amigo Zé do Quiabo perguntou hoje em seu Blog: vejam a foto, mulheres, e digam se hoje vocês não acordaram mais bonitas?



Escrito por Lizoel às 14h54
[] [envie esta mensagem
]



ANÕES E CULTURA - 2

A LITERATURA E OS ANÕES

Sempre que o tema “escrita” é associado a“anões” vem o clássico preconceito: “anão não pode produzir boa literatura porque não alcança o teclado do computador”.
Como toda idéia preconcebida, há um fundo de verdade e uma mentira deslavada. Sim, é verdade: o anão nunca conseguiria alcançar um teclado em cima de uma mesa. E, convenhamos, escrever usando uma escada tiraria a espontaneidade até de um Machado de Assis - que, aliás, era anão.
Mas por que um baixinho não poderia escrever um livro usando lápis e bloquinho da Mônica?
Poderia e pode. Anões são mestres em narrativas curtas, frases, pensamentos rápidos, minutas, sumários, e sinopses. Você nunca vai ver um anão escrevendo ensaística, mas provavelmente todos os resumos que você já leu foram escritos por eles. Você também nunca vai ver um tampinha escrevendo uma máxima. Anão só escreve mínima.

O POP E OS ANÕES

A cultura pop não podia deixar de usar o anão para representar o mundo moderno e ganhar dinheiro.
Poucos sabem, mas as melhores cabeças do rock eram anões. Brian Epstein, o famoso quinto beatle, era anão. Nunca apareceu em público porque Lennon e McCartney achavam que mais um anão na banda - além de Yoko - podia fazer com que as pessoas achassem que os Beatles eram um conjunto infanto-juvenil.
Existem fortes especulações de que Michael Jackson também é anão e só parece maior nos shows por causa dos efeitos especiais.
Como a sociedade ainda não aceita bem o fato de um anão ser pop-star - com exceção de Nelson Ned- ele geralmente é apresentado a seu público como uma criança.
Um exemplo disso é a dupla Sandy & Júnior, conhecidos como filhos de Chitãzinho e Xororó, mas, na verdade, seus irmãos mais velhos - dois anões gêmeos de 57 anos.

A FOTOGRAFIA E OS ANÕES

Arte inviável entre os pequenos adultos. O resultado, após revelação e ampliação, é um amontoado estéril de imagens de pés e canelas.


Escrito por Castelo às 14h49
[] [envie esta mensagem
]



8 de março, Dia Internacional da mulher


Não há nada mais preconceituoso e machista do que a instituição dessa data. Sim, porque se há UM Dia Internacional das Mulheres, deduz-se que todos os outros sejam dos homens. Afinal, não há um Dia Internacional dos Homens...


Seja como for, aproveitamos para reiterarmos nosso profundo e dioturno afeto às representantes do sexo forte através desta que é uma mulher de verdade:



GRACE BLACK, num cabaret alemão onde já se apresentaram importantes figuras como Brecht, Marlene Dietrich, Nina Hagen e Angela Merkel.



Escrito por Laert Sarrumor às 12h53
[] [envie esta mensagem
]



Homenagem a trois

Para traduzir a grandeza e o encantamento das ladies neste seu parco dia, poderia me valer de tantos e infindáveis textos, músicas e poesias. Mas escolhi justamente uma letra de música de um colega humorista, que se auto-proclama menestrel. Parece que sentimos o universo feminino numa mesma sintonia. De minha parte, não gosto das que se oferecem, mas das que se entregam por inteiro. Não aprecio as sentimentais, mas as sensíveis. Não procuro necessariamente as cultas, mas é agradável quando são inteligentes. Porém, é IMPRESCINDÍVEL que tenham bom coração. Muitos são os atributos que podem me conquistar: os cabelos, o sorriso, o olhar, a simpatia, as mãos, o pescoço, a boca. O cheiro, o perfume (que são coisas distintas). Mas de um modo decisivo, O JEITO. Porque quando separado pelo tempo ou pela distância é disso que irei lembrar, do jeito dela ser.

Vamos à música:

 

A cúmplice

Juca Chaves

Eu quero uma mulher
que seja diferente
de todas que eu já tive,
de todas tão iguais
que seja minha amiga,
amante, confidente
a cúmplice de tudo
que eu fizer a mais.
No corpo tenha o Sol
no coração a Lua
a pele cor de sonho
as formas de maçãs
a fina transparência
uma elegância nua
o mágico fascínio
o cheiro das manhãs.
Eu quero uma mulher
de coloridos modos
que morda os lábios sempre
que for me abraçar
no seu falar provoque
o silenciar de todos
e seu silêncio obrigue
a me fazer sonhar
Que saiba receber
que saiba ser bem-vinda
que possa dar jeitinho
a tudo que fizer
que ao sorrir provoque
uma covinha linda

de dia, uma menina
a noite, uma mulher.



Escrito por Laert Sarrumor às 12h49
[] [envie esta mensagem
]



Sarruator


Lembram que falei (no post Meu marido Oscar, de 5 de março) sobre o inédito filme Tapete Vermelho, do diretor Luiz Alberto Pereira, no qual este Sarrumor faz lá uma ponta básica?



Pois bem, o filme agora já tem data para estreiar (14 de abril), tem site  e tem trailer. Assista aqui


 



Escrito por Laert Sarrumor às 12h35
[] [envie esta mensagem
]



Visto de Imigração

A primeira formação do Língua já tinha se desfeito, quando eu e o Castelo compusemos "Visto de Imigração", uma salsa que fala do Êxodo dos brasileiros desencantados com seu país. Isso foi em 87 e a letra ainda continua atualíssima. Laert, o Língua bem que podia inseri-la no repertório hein? Confira a letra abaixo, e ouça a música aqui, gravada pela Maria Alice, uma cantora daqui.

 

Visto de Imigração

 

(Carlos Melo – Lizoel Costa)

 

Estou de malas prontas amor

Para o estrangeiro

Por via aérea, expresso ou vapor

O que der primeiro

Eu sinto ter que me dispersar

Sem deixar paradeiro

Caçando um porto em Gibraltar

Feito um bucaneiro

Mas foram tantos anos sem cor

De luz tão desfocada

E o corpo não se aguenta amor

De tanta lambada

Agora me perdoa que eu vou

Correr para o Galeão

Se não acabo perdendo o vôo

E o visto de imigração

Mônaco, Finlândia, States e Madagascar

Só volto por aqui quando lá

Me derem o Green-Card

Martinica, Nova Zelândia

França e Curaçao

Eu prometo que da Inglaterra

Te mando um postal

 



Escrito por Lizoel às 22h56
[] [envie esta mensagem
]



Jaculândia não sai do armário!

O Oscar já passou, mas não poderia deixar de comentar o furacão "Brokeback Mountain". Aqui na Jaculândia, terra de notórios chapeludos que muitas vezes pensam que estão no Texas, o filme passou como um furacão e deixou vítimas recatadas correndo atrás(êpa!) do prejuízo. Dois radialistas que conheço (acreditem se quiserem) e notórios usuários de chapelões de Cowboy, deixaram de faze-lo há duas semanas e estão aderindo ao boné com medo de serem, digamos, "confundidos". Aquela velha piadinha de perguntarem porque usam chapéus grandes: "É pra dar o cu na sombra" vem a resposta engraçadinha. No entanto, um amigo jornalista, o Adriano traduziu bem o furacão "Brokeback Mountain": "Brokeback deve ser algo como costas quebradas ou retarguada estourada"! Pois é...



Escrito por Lizoel às 14h55
[] [envie esta mensagem
]



Parole,parole,parole...

 O HOMEM BRASILEIRO FALA DEMAIS!

 O HOMEM BRASILEIRO É UM HISTÉRICO!



Escrito por Pituco às 12h42
[] [envie esta mensagem
]



ANÕES E CULTURA - 1

Alguém aí se lembra de um grande vanguardista anão?

E Tolouse Lautrec, por acaso era o quê, um John Wayne? Esta é uma grande dúvida que reverbera no mundo das artes: a importância do anão na cultura ocidental seria efetivamente mínima?

Por acaso, Hemingway era anão? Gertrude Stein dava porrada em Hemingway, portanto era maior que ele. James Joyce era um ogro irlandês com mais de um metro e oitenta de alcoolismo. E assim vai a lista dos grandes reformadores da arte. Grandes reformadores, entendido?

Parece que Ezra Pound era meio anão. Mas poesia estruturalista é arte?

Para muitos estudiosos do fenômeno, um sem-número de nanicos aparece mesmo praticando arte menor. Artesanato de gnomos, duendes, estátuas de anão para jardim. Para eles, esta seria a verdadeira arte anã.

Por outro lado, o fato do anão não produzir uma arte monumental se explica pelas próprias dimensões dele. Não há registros na História de um anão escultor. Como é que Victor Brecheret faria o Monumento Empurra-Empurra, em São Paulo, se fosse um jóquei de minhoca? Ele não ia conseguir chegar com o seu cinzel nem na pata de um daqueles cavalões.

Da mesma maneira, para esses estudiosos, parece não existir grandes atores anões. Uma companhia de teatro inglesa, no século passado, tentou colocar um anão para fazer o papel de Othelo numa montagem shakespeariana. A peça foi um fracasso. Ninguém notou a presença de Othelo em cena.
“Esperando Godot” é a única peça em que os anões funcionam bem. No papel de Godot eles ficam perfeitos.
Mesmo assim, justiça seja feita, os anões acharam brechas nas artes para produzir algo original. Também, com o tamanho deles, achar brechas não é nenhum problema.

O MINIMALISMO - ARTE ANÃ

Uma das brechas abertas pelos anões na arte é o minimalismo, considerada a mais verdadadeira manifestação nanica.
A invenção do minimalismo é atribuída ao atarracado compositor Philip Glass.
Nascia aquele tipo de música que tem uma introdução brilhante e fica repetindo esta introdução brilhante até o ouvinte se encher o saco, desligar o som e ir fazer outra coisa.
Mas o minimalismo, ao contrário do que se pensa, vai muito além da música e do i-pod nano. O haicai, por exemplo, é o minimalismo poético. Com apenas três versos, um anão metido a bardo consegue contar sua vida inteira e ainda sobra espaço para a vida dos filhos, genros, cunhados, cachorros e o papagaio.

O CINEMA E OS ANÕES

O melhor cinema feito por anões é o curta-metragem. Quanto menor a duração do filme, mais os anões se superam.
Todo ano, no Festival do Minuto, um anão está entre os finalistas. Anões também dominam a técnica do comercial de TV de 15 segundos. Roman Polanski, cineasta polonês e anão afirma: “ninguém consegue se expressar tão bem, em tão pouco tempo, quanto um anão.
O único realizador, com menos de um metro e quarenta, que se deu bem no cinema de longa-metragem foi Woody Allen.

(continua...)



Escrito por Castelo às 11h05
[] [envie esta mensagem
]



PROVÉRBIOS DO ISLÃ

- A camelo dado não se olha os dentes.
- A corda sempre arrebenta do lado do Al Qaeda.
- A gente só fecha a porta depois do atentado.
- O deserto do vizinho é sempre mais cinza.
- A mentira tem pernas curtas porque o Talibã cortou.
- A ocasião faz o terrorista.
-. À noite, todos os caças são pardos.
- A pressa é a inimiga da explosão.
- A fé move montanhas e arranha-céus.
- A primeira pancada é a que mata o presidente dos Estados Unidos.
- A única mulher que andou na linha o Talibã pegou.
- Fé cega, adaga amolada.
- A vingança é uma esfiha que se come fria.
- Água mole em pedra dura, tanto bate até que explode.
- Quem é morto, nunca aparece.
- Vão-se os anéis e não ficam os dedos.
- Presidente dos Estados Unidos que ladra não morde.
- Morre melhor, quem explode por último.
- Quem tem pressa come quibe cru.
- O uso do narguilê é que entorta a boca.
- Amigos, amigos, atentados à parte.
- Paquistanês burro nasce morto.
- Quem com ferro fere, com Tomahawk será ferido.
- Quem tem boca vai a Cabul.



Escrito por Castelo às 09h43
[] [envie esta mensagem
]



Vida de Nababo

Para quem acha que  Lizoel Costa está pouco à vontade nesse Blog e que tem pouca familiaridade com a rede, assista aqui ao seu depoimento sobre os 25 anos do Língua, gravado em uma de suas fazendas do pantanal sul-matogrossense, ao som de gorjeios e trinados de pássaros.



Escrito por Laert Sarrumor às 10h44
[] [envie esta mensagem
]



Diversões Divertidas do Doutor Shibata

Esse jogo é muito simples. Consiste em o competidor colocar um par de óculos em cujo um dos aros não possui nenhuma lente. Alguém virá por trás, colocando as duas mãos sobre os óculos, e dirá:

“Adivinhe quem é?”. Entre os dedos de uma das mãos essa pessoa trará uma lâmina afiada e pontiaguda. Se a mão que contém a lâmina for colocada sobre o lado dos óculos que possui lente, o competidor ganha o jogo. Caso contrário, perde. Cada competidor só poderá perder duas vezes. Divirtam-se!

 



Escrito por Doutor Shibata às 10h42
[] [envie esta mensagem
]



Se é por falta de adeus...

 

Fui dar uns esbordeios pela rua Santa Ifigênia e encontrei, numa banca de ofertas de uma daquelas lojas de som, um microfone dourado. Ao indagar sobre aquele estranho objeto fiquei sabendo do falecimento de seu antigo dono, Athayde Patrese. 

Não vou dizer que a notícia me deixou contente. Mas também não posso dizer o contrário.  Tenho a impressão de que na realidade ele era um grande gozador, um humorista nato. É impossível que ele achasse que com aquela horrível cara de pobre que tinha alguém o levasse a sério como colunista dos ricos e famosos. Seja como for, era um dos maiores ícones da escrotidão que tomou conta  de quase todos canais abertos de televisão.

Simplesmente um lixo!



Escrito por Laert Sarrumor às 10h39
[] [envie esta mensagem
]



Meu marido Oscar

Domingo, 5 de março. Hoje à noite tem Oscar.

 

Este Sarrumor não está indicado em 20 categorias. Muito embora tenha participado como ator, no papel de ponta coadjuvante, de importantes produções nacionais, a saber:

 

Em 1987, em “Beijo 2348/72”, excelente longa-metragem de estréia (com Fernanda Torres, Maitê Proença e o saudoso Chiquinho Brandão) do diretor Walter Rogério, protagonizando o clip da música “Vampiro S.A.”, que acabou sendo cortado do filme e depois incluído em “Olhos de Vampa”, do mesmo diretor, produção de 1994. Apesar de inédito nas telonas, “Olhos de Vampa” já foi lançado em DVD. Leia entrevista com Walter Rogério.

 

Em 1995, em “Terra Estrangeira”, de Walter Salles Jr. e Daniela Thomas, também lançado em DVD recentemente. Mais um filme dirigido por um Walter, protagonizado pela Fernandinha, e mais uma vez com a cena deste Sarrumor cortada. Mas o nome está lá, nos créditos, com todas as letras.

 

Em 1998, em “Boleiros”, de Ugo Giorgette. Em 2005, em “Tapete Vermelho”, de Luiz Alberto Pereira e em “Boleiros 2, de Ugo Giorgette, ainda inéditos.

 

Dia desses, assisti “Boleiros 2” numa exibição especial para o elenco, no Shopping Gay Careca. Era sábado de manhã, sentei ao lado de Wandi Doratiotto e Lima Duarte. Me senti importante à beça.

 

Cinema é uma coisa importante à beça. A paga é pouca, a espera é muita e mesmo assim a gente faz com o maior tesão. Exatamente o oposto de comerciais.



Escrito por Laert Sarrumor às 14h41
[] [envie esta mensagem
]



Meu marido Oscar 2

(Dois maridos???)

 

Voltando ao tema, cinema é importantíssimo. Os estados unidos sabem disso e fazem dele um dos principais sustentáculos de seu poderio (já reparou que em todo filme made in USA a bandeira americana invariavelmente aparece em alguma cena?). Publicidade é um tesão quando é bem feita.

 

Um cara que soube fazer bem as duas coisas e que hoje merecidamente concorre ao Oscar (ainda que com uma produção americana) é o Fernando Meirelles.

 

A produtora Olhar Eletrônico, criada por Meirelles e amigos nos anos 80, tem sua história entrelaçada com a da chamada Vanguarda Musical Paulista (ou “Geração Lira Paulistana”). Leia texto altamente elucidativo sobre esse romance, escrito por Marcelo Tas, o repórter Ernesto Varela. Só com o Língua eles gravaram dois clips para passar em seus programas na TV Gazeta: da música “Régui Espiritual” – com o Pituco travestido de Reverendo Moon, soprando bolhinhas de sabão em plena Praça da Sé – e da versão nada ortodoxa que Ayrton Mugnaini Jr. fez para a música “Cotidiano n. 2”, de Toquinho e Vinícius, gravado numa tortuosa viela da Vila Madalena.

 

Nossa amiga Silvana Castro criou uma comunidade no Orkut para relembrar o programa “TV Mix”, da Gazeta, onde, além de ser o diretor, Meirelles atuava como o câmera Valdeci do repórter Ernesto Varela.



Escrito por Laert Sarrumor às 14h29
[] [envie esta mensagem
]



Grande Comodoro

E já que hoje este Sarrumor está pródigo em assuntos e links cinematográficos, aqui vai uma dica de Blog que não pode deixar de ser freqüentado por nenhum cinéfilo que se preza: é o Reduto do Comodoro  , de Carlão Reichenbach. Informação e diversão pra mais de (cine) Metro!



Escrito por Laert Sarrumor às 14h26
[] [envie esta mensagem
]



Filmes Tristes

Além de servir de sustentação para o poderio norte-americano e da engrenagem capitalista em geral, a indústria cinematográfica muitas vezes sofre revezes lastimáveis.

 

Por exemplo, enquanto escrevo esse posts, no GNT está passando, pela enésima vez, “Buena Vista Social Club”, maravilhoso filme do diretor alemão Wim Wenders. Ora, todos sabemos que o guitarrista Ry Cooder foi multado em 100 mil dólares pelo governo americano, além de ter sido proibido de tocar novamente com músicos cubanos!!! Ry foi o responsável pelo projeto, que reuniu músicos lendários de Cuba, produzindo CDs e o aclamado documentário. No meu entender, isso é uma agressão muito maior do que as invasões do Iraque e Afeganistão juntas! Não estamos falando de interesses econômicos, de poços de petróleo, de povos beligerantes. Estamos falando de música! E que música!

Wim Wenders e Aprendenders...

 

Aqui no Brasil, o também festejado “Bicho de Sete Cabeças”, de Laís Bodansky, também provocou algo semelhante. Austregésilo Carrano, autor do livro "Canto dos Malditos", que deu origem ao filme, foi condenado a pagar cinco mil reais por dia, se continuar denunciando publicamente instituições psiquiátricas, e caso não pague, será preso.

Você já viu esses filmes?



Escrito por Laert Sarrumor às 14h23
[] [envie esta mensagem
]



Dr. Shibata

Já que falaram em Instituições Psiquiátricas, gostaria de esclarecer que a foto de minha paciente - cuja identidade não revelarei mas que nos redutos bloguísticos utiliza a alcunha de LOUCAÇA – publicada alguns posts abaixo, é totalmente falsa! A referida paciente atualmente goza de alta provisória, mas é obrigada a se apresentar regularmente em meu nosocômio para sessões de eletrochoque, conforme atestado na foto a seguir.

 



Escrito por Doutor Shibata às 14h18
[] [envie esta mensagem
]



NOTÍCIAS DO NIHON

a verdadeira imprensa nanica!

 

MANCHETES

(de nosso correspondente em Chigasaki, Azeitona Sagioratto)

JAPONESES TÊM DUPLA PERSONALIDADE.

A primeira é a de um cantor de karaokê, a outra é a de um ídolo de Hollywood que ele procura copiar.

PESQUISA DA ONU COMPROVA.

O interior do mundo é o Japão.

VARIEDADES

(colaborador, Mosquito san)

HAI KAI DA HORA.

Quem nasceu primeiro,

o japonês ou o manual?

APRENDENDO ESSA LÍNGUA MALDITA.

Utiliza-se o método mnemônico (por comparação).

"sumimassen" (por favor! desculpe-me)....diga: "sumiu mais cem".

"kuçai" (mal cheiro/odor desagradável).....diga: "é óbvio".

A qualquer momento, menos notícias.



Escrito por Pituco às 06h49
[] [envie esta mensagem
]



BROGUE DO LÍNGUA

Bro.gue - sf gír  
Pancada na cabeça com os nós digitais; cascudo, cocorote.

(Proponho que a gente passe a se chamar "brogue". Mais a ver com o espírito Língua de Trapo).



Escrito por Castelo às 14h48
[] [envie esta mensagem
]



CRÍTICA DE PEIDARIAS

Seu Pinto(*), especial para o BDL

 

A nossa crítica gastrunómica d'hoje bai ritrataire u'a das peidarias mãis vadaladas da cidade. A peidaria Floire du Minho, lucalizada nu vunitu vairro di M'Voi Mirim. U'a das milhores coisas desti estavelecimento, muderno, igiênico - e, purquê num dizeire, supimpa, é tamvém u urário d'atendimento ao púvlico. A sabeire, das binte pás seis da matina à mãia-noute.

Muito vãem, dãixando-se di lado outrus purmenores minores, bamos cumeçaire falando da d'curação. D'fronte ao valcão di vividas, há um painéle di azuléjos cum mutivus purtugas, ebidentemente. Estão ali u'as carabelas muitu vãim dispostas. Ao lado du painéle, há um rulógio de parede (um cucu qui, bira e mexe, culoca a cavecita pá fora i grita: “cucu, cucu”) e u'a flâmula du Basco da Gama.

Avaixo da rifirida flâmula há u'a futugrafia da finada mãezita - qui São Vartumuleu a tenha - du senhoire Bicente Manuéle da Graça, qui bãem a seire u pruprietário du estavelecimento.

Vãim abaixo disto, nu valcão, ‘stá u senhoire Bicente Manuéle da Graça, gajo já citado nesta crítica como sendo u pruprietário da peidaria. Él custuma sirbire pissoalemente u'a veveragem negra e di grande amargore di nome “Caracu cum obo” a friquentadoires anónimos du vairro.

A tale “Caracu cum obo”, apesaire de teire pruvucado acessos di bômito a este jurnalista, é nutadamente u'a das vividas prifiridas da casa. Vatida ao liquidificadoire cum us obos mitidos lá sem suas rispectivas cascas, transforma-se nu'a iguaria di alto tiore inergético.

Outru must  - usando cá u'a ixpressão vretã pá milhore difinire u ispírito desta vivida - é a pupulaire isprimidinha. Vãim a seire u'a cumbinação d'aguardente cum limões galegos isprimidos e jugados nu copo atrabés dum cuadoire.

 A seção di frios da Floire du Minho tamvém é s'ptaculare. I di u'a avundância! Toucinhus, tremoçus, churiçus. Tudo frigórificado pur u'a cámara cum turmómitro industriale.

 Mãis u milhore da Floire é u surbiço. Um berdadeiro pereíso tirréstre. O petrício pede lá a um dus paraívas du valcão u'a vatata frita, um volinho de vacalhau, um ravo de galo, um viotónico Funtoura, qualquiére purcaria, e aquilo vãim mãis rápido qui u'a nabe espaciale. Quando u petrício menus ‘spera u pidido ‘stá vãim à frente di suas bentas.

U prublema é u qui pidire. O senhoire Bicente Manuéle da Graça diz qui as ispicialidades di sua peidaria são: volinho d'obo, frança na c'noa cum manteiga Aviação, mixto frio, murtadela na chapa, muela ou curacãozito à binagrete, om'letes (o de bagem é dilicioso), turresmu (tamvém na bersão low fat , sem gurdura) e u afamado galéto na vrasa - feitu na tuluvisão di cachorro.

Pá manteire a tradição brasuca, o senhoire Bicente Manuéle da Graça faiz u'a bersão purtuga du vovó di camarões vaiano, onde us camarões são trucados pur paio.

 Si o friguês preferire pode ricebere us pididos em casa. O senhoire Bicente Manuéle da Graça tem um sirbiço  d'livery faito de vicicléta.

 É di vom-tom adverti-los qui, di quandu im beiz, acuntece u'a piquena vriguinha na peidaria Floire du Minho. Numa bitória da Lusa pur sobre u Timão, binte i três turcedores évrios vateram nu senhoire Bicente Manuéle da Graça até lhe dixarem berde. Bendo qui él se trasformara num ripresentante du Berdão deram-lhe mãis alguns tavefes até qui él ficasse cumpletamente roxo.

 Mãis isto só acuntece de binte em binte anus. Quando a Lusa bence.

(*) Seu Pinto é do cacete.

 



Escrito por Castelo às 11h57
[] [envie esta mensagem
]



Where are you?

Ele está esperando a gente perguntar. Tudo bem, então tá:

Castelo, cadê você???



Escrito por Laert Sarrumor às 23h19
[] [envie esta mensagem
]



Caixão 50 Anos

A equipe do Blog do Língua quer parabenizar os Rolling Stones

 

 

E o nosso mui amado e glorioso Língua de Trapo (assista aqui ao filminho) por tamanha longevidade.

 

Mais longevos, só mesmo os meninos da banda de heavy metal The Mônios da Garoa.

 

OBS: Quem assistiu ao filminho sabe agora porque Domenico é sempre excluído das Enciclopédias: ele não é adepto da Red Meat.



Escrito por Laert Sarrumor às 22h53
[] [envie esta mensagem
]



Beija Saco

Enquanto vocês discutem aí sobre a vulgarização ou não da mulher pela barbárie do sexo midiático, as super-stars continuam a milhão.

(Aliás, muitos milhões!)

 

Há muito tempo circula pela rede este filminho (mas nunca é demais rever) com a Rainha Porn dos Baixinhos.

 

E agora o must são as fotos abaixo, com a ex-Senhora Fenômeno.

 

 

 

 

 

 

Biguebroder é pinto!

(E bunda, e peito, e xota...)



Escrito por Laert Sarrumor às 22h46
[] [envie esta mensagem
]



Nem vem

Frase lapidar de um colunista daqui da Jaculandia, o Zé do Quiabo: Deixa estar, que eu tenho um bom iceberg pro seu transatlântico!!



Escrito por Lizoel às 15h53
[] [envie esta mensagem
]



Vinda por E-mail

 

Um médico, um advogado e um padre estão a bordo do Titanic. Quando o barco está já afundando, eles encontram o último salva-vidas. O médico então se vira e diz aos outros dois:
Que se salvem as crianças!
O advogado responde:
Que se fodam as crianças!
E o padre:

Será que ainda temos tempo para isso?



Escrito por Lizoel às 08h02
[] [envie esta mensagem
]



PROVA DOS KYU(9 EM JAPONÊS)

 PARA EVITAR EQUÍVOCOS ENTRE A MINHA MANEIRA INTIMISTA DE CANTAR (PITUCO) COM A DE JOÃO GILBERTO...SEGUE UMA VERSÃO INÉDITA COM O "PAI DA BOSSA NOVA", GRAVADA AQUI EM TOKYO, EXATAMENTE, PARA DESFAZER ESSAS CONFUSÕES E COMPARAÇÕES...

OUÇA AQUI

NAMASTE 



Escrito por Pituco às 06h11
[] [envie esta mensagem
]



DOMINGO NO PARQUE

DOMINGO NO PARQUE (Gilberto Gil)

tradução "ao pé da letra" para o japonês: Nichiyôbi no Kôen

tradução literal: Nichiyôbi wa kôen ni imassu

OUÇA AQUI

Nota 1: Interpretação "EXTRA ACOUSTIC" (1993~95, Japão) formado por:

Motizuki Naoya (cello)

Abe Koji (violão/nylon)

Nagasawa Norihito (violão/aço)

Tony "Pituco" Freitas (voz)

Ricardo "Azeitona" Sagioratto (baixo/arranjos)

Shen Ribeiro (flauta/shakohachi)

Nota 2: gravado "ao vivo", Live House Mandala (Tokyo), em set/95.

namaste



Escrito por Pituco às 04h21
[] [envie esta mensagem
]



Imprensa Nanica

Frase deste Sarrumor, publicada no finado jornal “O Matraca”:

 

Em Cubatão, toda quarta-feira é cinza.

 

E só pra dar um gostinho, abaixo a capa da derradeira edição do nosso valente jornalzinho. Nem revista Caras, nem revista Bundas, nem o jornal alemão Des Bundes, este foi o número CUatorze.

 

 

(Ao ver todas essas nádegas pelancudas, você sente gostinho de quê?)



Escrito por Laert Sarrumor às 21h05
[] [envie esta mensagem
]



Cara de Pau


Ooops, não era bem essa a foto!


 



 


Agora sim! Nos dias 29 e 30 de outubro de 2005 o Língua lançou a Caixa comemorativa dos 25 anos da banda no Teatro do Sesc Pompéia, com a presença de muitos convidados. Taim e Guca participaram. Pituco mandou telegrama e a filha Natália, que aparece na foto acima com o Guca e este Sarrumor. Lizoel mandou uma mensagem em DVD que foi exibida no telão. Teve Wandi Doratiotto, Mario Manga, Jica Y Turcão (na foto abaixo Jica toca bombo legüero em “Tudo para o Paraguai”).


 



 


E teve a participação da Alcione Sanna, minha comparsa lá na Rádio Matraca, que cantou com a gente a paródia da música “Pau de Arara”, do Gonzagão e Guio de Moraes.


 


Ouça Aqui uma gravação precária desse momento do show.


 



Escrito por Laert Sarrumor às 20h55
[] [envie esta mensagem
]



Manchelvis

A figura aí é o Paulo Mancha, da banda Tubaína, que também participou do show dos 25 Anos, interpretando “Concheta”, fantasiado de Elvis, num inglês tão macarrônico quanto o português da versão original.

 

Ouva aqui.



Escrito por Laert Sarrumor às 20h46
[] [envie esta mensagem
]



Operários do som

O LÍNGUA DE TRAPO trabalhou muito na Fábrica. Sim, tocamos várias vezes na FÁBRICA DO SOM, um programa totalmente anárquico da TV Cultura, que foi ao ar entre 83 e 84, apresentado pelo amalucado TADEU JUGLE, uma espécie de filhote do Chacrinha dos Anos 80.

 

De Titãs do Iê-Iê-Iê a Arrigo Barnabé, muita gente pisou no palco do Teatro do Sesc Pompéia (sempre lá!), para a gravação do programa que acontecia às terças-feiras e reunia uma galera de fiéis espectadores. A abertura era ao som da música “Impulso”, com a Banda Metalurgia.

 

No Orkut, tem duas comunidades dedicadas ao programa. Visite: Comunidade 1 e Comunidade 2.

 

Agora o melhor da história: na home do Tadeu Jungle tem vários clips do programa. Entre no site, escolha TV, programas, Fábrica do Som, e divirta-se com as participações de Raul Seixas, Caetano Veloso, Arrigo, Itamar, Aguilar e a Banda Performática, Ultraje a Rigor e muito mais. O clip do Língua traz a dupla “Comunista e Dedo-Duro”  (João Lucas e Lizoel Costa) interpretando “Toada da Subcultura”, do Carlos Melo, e depois este Sarrumor agitando a galera, numa campanha pela manutenção do ingeresso das gravações em quinhentos paus (quinhentos cruzeiros, no dinheiro da época).



Escrito por Laert Sarrumor às 20h39
[] [envie esta mensagem
]



A VOZ É LINDA

Ouça Aqui

Esse "musicaço" me foi presenteado, logo após meu desligamento do Língua de Trapo.

...é a segunda vez que canto essa canção (gravação feita hoje,01/mar/06) sob 4ºC e chuva que promete virar neve....a primeira foi apresentada no show estreante do autor, sala Adoniran Barbosa, CCSP, em 88...

...então,aproveito pra uma charadinha....quem é o autor dessa canção?

dica...já dividiu o palco com o Língua de Trapo, trajando um poncho boliviano

namaste



Escrito por Pituco às 02h25
[] [envie esta mensagem
]



Cibo Matto

Ouça Aqui o som do post abaixo.

(Uma feliz indicação do nosso leitor Beto Uechi)



Escrito por Laert Sarrumor às 23h54
[] [envie esta mensagem
]



[ Ver arquivos anteriores ]